Braço Forte mão Amiga: HOMENAGEM AO DIA DO EXÉRCITO BRASILEIRO (19 de Abril)





PARA FRENTE E PARA O ALTO... MONTANHA !
Leia Mais ►

Advogado vai para Brasília solicitar soltura de Prisco na Justiça Federal

Equipe jurídica chegou à capital federal na manhã deste sábado (19). Líder da greve da PM está preso desde a tarde de sexta-feira (18).

Marco Prisco (Foto: Imagem/ TV Bahia)
Marco Prisco está preso no Complexo da Papuda,
em Brasília(Foto: Imagem/ TV Bahia)
A equipe jurídica da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado (Aspra), como também o tenente-coronel Edmílson Tavares, presidente da associação de militares Força Invicta, deixaram Salvador na manhã deste sábado (19), rumo a Brasília, onde devem entrar com pedido de habeas corpus solicitando a soltura do vereador e líder greve da Polícia Militar na Bahia, Marco Prisco, preso pela Polícia Federal na tarde de sexta-feira (19). A equipe saiu da capital baiana, por volta das 6h30, e chegou à capital federal às 9h.

Segundo o advogado de Prisco, Vivaldo Amaral, o pedido será protocolado no Tribunal Regional Federal (TRF-1). Ele conta que o pedido não foi feito via internet, em Salvador, porque o sistema de solicitação eletrônica da Justiça Federal estava inoperante desde a tarde de sexta. No documento que será apresentado ao TRF, o advogado detalha que a equipe jurídica solicita "que o Tribunal reveja e anule a decisão do juiz que decretou a prisão".

Conforme Vivaldo Amaral, a prisão foi totalmente descabida, já que a greve já tinha sido encerrada. "Ele estava com os três filhos e esposa no carro quando foi abordado. Os policiais (federais) pararam o veículo com armas em punho. Totalmente desnecessário", relatou. O advogado ainda conta que Prisco está "um pouco depressivo, mas confiante de que a Justiça será feita".

Vivaldo Amaral ainda relata que, a pedido de Prisco, percorreu diversas unidades da Polícia Militar na madrugada deste sábado (19), solicitando que os policias aquartelados retornassem aos trabalhos. ""Todos os policiais que querem ajudar Prisco devem voiltar os trabalhos", concluiu.

Segundo o presidente da associação de militares Força Invicta, o tenente-coronel Edmílson Tavares, a equipe que chegou à Brasília ainda não tem data definida para deixar a capital federal.

Prisão
Apontado como o líder da greve da Polícia Militar na Bahia, o vereador Marco Prisco (PSDB) foi preso na tarde de sexta-feira (18) em um resort em Costa de Sauípe, no Litoral Norte do estado, segundo informações do Ministério Público Federal (MPF).

A prisão preventiva foi determinada pela Justiça Federal na terça-feira (15), informou o MPF, que fez o pedido nesta segunda. Segundo a decisão da 17ª Vara Federal, a prisão é baseada nos artigos 311 a 313 do Código de Processo Penal, visando a "garantia da ordem pública", e deverá ser cumprida por 90 dias "em estabelecimento de segurança máxima".

O MPF afirma que ele somente pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal. O pedido faz parte de uma ação penal contra sete acusados por diversos crimes na greve de 2012, que foram denunciados no ano passado.
A Polícia Federal informou em nota que a prisão ocorreu em Costa do Sauípe, com apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Aeronáutica. Segundo a PF, ele chegou em Brasília por volta das 20h, onde deve permanecer no Presídio Federal de Brasília (Complexo da Papuda).

Prisco é vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra). A greve da Polícia Militar da Bahia teve início na terça-feira e foi encerrada na tarde de quinta-feira (17). Segundo a Secretaria de Segurança, foram registrados 59 homicídios em Salvador e região metropolitana durante a paralisação, 156 carros roubados e seis furtados.(G1)
Leia Mais ►

Em Pedro Leopoldo, perseguição termina com quatro presos e menor de 12 anos apreendida

Com eles foram encontrados cinco papelotes de cocaína, uma bucha de maconha e um revólver calibre 32


Quatro jovens foram presos e uma adolescente de apenas 12 anos apreendida no fim da madrugada deste sábado, após uma perseguição pelas ruas do Bairro Dom Camilo, em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A ocorrência - que teve troca de tiros entre os acusados e a Polícia Militar -, só terminou quando o motorista do Golf com os cinco ocupantes perdeu o controle da direção e subiu na calçada. De acordo com a PM ninguém ficou ferido. 

Ainda conforme relatos dos policiais, a viatura fazia patrulhamento de rotina na Avenida Camilo Alves da Silva quando encontrou os jovens em atitude suspeita. Ao se aproximar, a viatura foi alvo de tiros que, segundo a PM, foram disparados pelo motorista do carro, identificado como Thiago Fernandes da Silva Gomes, de 20 anos. Na sequência, o automóvel teria saído em alta velocidade e dado início a perseguição. 

Para conseguir deter os fugitivos foi montado cerco policial. Durante a fuga o condutor jogou pela janela do Golf um revólver calibre 32, que teria sido usado na troca de tiros. Cercado, o jovem não conseguiu dominar a direção e acabou batendo no meio-fio. Além de Thiago, foram conduzidos à delegacia de plantão de Vespasiano, Fabrício Barbosa de Souza, de 19 anos, Paulo Victor Pereira de Jesus, de 19 anos, e Jaqueline Almeida de Araújo, de 18 anos. A menor foi identificada como B.E.M.S, de 12. (Otempo)


Leia Mais ►

Criminalidade cresce em municípios da Grande BH, inclusive nas menores cidades

Não importa se a cidade é grande ou pequena, Volume de crimes aumenta e deixa a população atemorizada

A pequena Rio Manso tem apenas 5,5 mil habitantes, mas já sofre com o incremento do número de assaltos neste ano  (Cristina Horta/EM/D.A Press)
A pequena Rio Manso tem apenas 5,5 mil habitantes, mas já sofre com o incremento do número de assaltos neste ano

Os crimes violentos contra o patrimônio são a principal preocupação dos moradores e comerciantes da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Dados obtidos pelo Estado de Minas mostram que os índices de roubos registrados pelas polícias Militar e Civil nos dois primeiros meses de 2014 estão crescendo em um ritmo acelerado em comparação com o ano passado.

O aumento da violência é generalizado. Dos 34 municípios da Grande BH, em 24 a média desse tipo de crime em janeiro e fevereiro é superior à de 2013. Em dois (Brumadinho e Esmeraldas), o patamar é o mesmo, e só oito estão abaixo dos percentuais do ano anterior. Há municípios em que o o percentual de roubos cresceu 150%, caso de Capim Branco (veja quadro). Até as menores cidades da RMBH, como Rio Manso, com pouco mais de 5,5 mil habitantes, enfrentam situações de perigo que antes só eram comuns nos municípios maiores, como BH, Betim e Contagem. As autoridades policiais também se mostram preocupadas e buscam iniciativas capazes de reduzir a insegurança.

Em 2013, foram registradas 45.867 ocorrências de roubos na Grande BH, média de 3.823 crimes por mês. Em janeiro e fevereiro, de acordo com os dados oficiais, foram 8.780 ocorrências, média de 4.390 registros mensais, com um incremento de 14% em relação à média do ano anterior.



Em Rio Manso, apesar do baixo número absoluto de ocorrências – foram apenas seis roubos em 2013 – este ano, em dois meses, já são quatro assaltos na cidade, o suficiente para deixar a população assustada. Como todos se conhecem no pequeno município, os comentários a respeito dos roubos se espalham e se tornam assunto obrigatório nas rodas de conversa.

Em janeiro, dois homens armados invadiram um supermercado no Centro de Rio Manso, segunda menor cidade da RMBH. Em 14 anos de funcionamento do estabelecimento, foi a primeira vez que os proprietários passaram pela situação. “Costumava ser raridade esse tipo de coisa aqui em Rio Manso. Hoje, não é mais, as pessoas estão preocupadas. No nosso caso, não houve violência, mas o simples fato deles entrarem armados já nos deixou muito apreensivos”, diz Eduarda Tânia Braga, 23 anos, uma das donas do supermercado.


'Costumava ser raridade esse tipo de coisa aqui em Rio Manso. Hoje não é mais, as pessoas estão preocupadas . No nosso caso não houve violência, mas o simples fato deles entrarem armados já nos deixou muito apreensivos' diz Eduarda Tânia Braga. dono de supermercado  (Cristina Horta/EM/D.A Press)
"Costumava ser raridade esse tipo de coisa aqui em Rio Manso. Hoje não é mais, as pessoas estão preocupadas . No nosso caso não houve violência, mas o simples fato deles entrarem armados já nos deixou muito apreensivos" diz Eduarda Tânia Braga. dono de supermercado

Os outros três roubos em janeiro e fevereiro no município foram em locais mais afastados da sede, nos distritos e na rodovia que liga a cidade à BR-381. Os moradores acham que o contingente policial é insuficiente para afastar os criminosos. São 11 policiais militares no destacamento local, sendo que em cada turno de 12 horas o trabalho operacional fica a cargo de apenas dois.

O sargento Rafael Silva Barros, que comanda a unidade, diz que a ausência de sinal de celular na rodovia é um problema, já que a vítima fica sem condição de pedir socorro quando é assaltada na estrada. “Assumi o comando em 17 de fevereiro e já fizemos uma audiência pública com a população para discutir a viiolência. Temos tentado dar atenção especial à entrada da cidade, para tentar resolver o problema da rodovia mais vulnerável”, diz o sargento.

Uma das donas de um depósito de materiais de construção em Rio Manso, Marcela Morais Parreiras, de 27, conta que a casa onde mora com a família já foi invadida cinco vezes, sendo quatro furtos, o último em fevereiro, e um roubo, há cerca de três anos. “Muitas pessoas de fora estão chegando, e isso é complicado. Todo dia aparece um aqui no depósito contando algum crime”, diz ela.

SENSAÇÃO HORRÍVEL Nas maiores cidades, caso de Betim, terceiro município mais populoso da Grande BH, com 406.474 moradores, o volume de assaltos é muito grande e o crescimento das estatísticas é uma realidade. Em 2013, o número de crimes violentos contra o patrimônio registrados no município foi de 3.633, média de 303 ocorrências por mês. Em janeiro e fevereiro, o número total de ocorrências foi de 662, média de 331 crimes a cada mês, incremento de 9,24%. Na Avenida Amazonas, Centro do município, é fácil encontrar comerciantes que já passaram por momentos de terror na mão de assaltantes. Em outubro, a funcionária de uma loja de bijuterias Gislaene Miranda, de 26, ficou sob a mira de uma arma. “Duas meninas entraram mais cedo e depois saíram. No fechamento, por volta de 18h30, elas voltaram, sendo uma com a mochila aberta mostrando a arma. Levaram R$ 1,3 mil do caixa”, diz a vendedora. Mesmo com a prisão das duas, que portavam uma arma de brinquedo, o susto com as ameaças e com a situação foi tão grande que ela precisou de ajuda para ir embora. “Meu marido teve que me buscar. Nunca tinha passado por uma sensação tão horrível”, diz ela.

As ocorrências frequentes de roubo no Centro de Betim motivaram um convênio entre Polícia Militar e lojistas. Cinquenta e nove lojas possuem um controle que, se acionado, faz contato com a central da PM. “Em menos de cinco minutos eles estão na porta”, diz Gislaene. Quem também tem o controle é uma loja de roupas na Rua Coronel José Félix, onde trabalha a funcionária Helena Souza, de 19. Ela foi surpreendida por um assaltante no início do ano e achou que ia morrer. “Ele chegou na maior tranquilidade e, armado, anunciou o assalto. Falou que queria só dinheiro e me xingou de todos os nomes”, afirma Helena.

A funcionária imaginou que seria morta quando tentou esconder a informação sobre a quantia que estava na máquina registradora. “Ele me perguntou se tinha mais na parte de trás da loja e falei que não, mas uma colega que estava perto deu a entender que sim. Ele nos levou até o fundo para roubar mais”, afirma. O prejuízo superou R$ 1 mil, mas o pior foi o susto. “Chorei demais quando lembrei que pus minha vida em risco”, completa.

PERIGO EM ALTA

Média mensal do crescimento do número de roubos na RMBH (2013/2014)

Belo Horizonte 12.9%
Contagem 21% 
Betim 9.2%
Ribeirão das Neves 2.38%
Santa Luzia 12.5%
Sabará 51.51%
Vespasiano 9. 37%
Ibirité 10.34%
Nova Lima 25%
Igarapé 41.17%
Juatuba 11.53%
São Joaquim de Bicas 60.86%
Mateus Leme 90.47%
Matozinhos 47.61%
Caeté 57.14%
Sarzedo 110%
Itatiaiuçu 100% 
Itaguara 78.57% 
Mário Campos 78.57%
Capim Branco 150%
Baldim 100%
Florestal 100%
Rio Manso 300%
Rio Acima 100%
Cidades onde o percentual de roubos diminuiu
Pedro Leopoldo -12.5%
Lagoa Santa -14.7%
São José da Lapa -44.5%
Raposos -83.4%
Confins -23.1%
Jaboticatubas -27%
Taquaraçu de Minas -16.7%
Nova União *

* Não foram registrados roubos nos 2 primeiros meses de 2014 em Nova União. Em 2013, foram 8 ocorrências.

Fonte: Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds)
Leia Mais ►

Quatro homens são presos após fazer família de tenente refém

Suspeitos esperaram o tenente da Polícia Militar (PM) sair para comprar pão e mantiveram o filho e o neto do policial reféns por cerca de 10 minutos; todos os homens foram presos pouco depois do crime

Céu Azul assalto tenente
Materiais roubados foram recuperados
Quatro suspeitos foram presos na tarde desta sexta-feira (18), após manterem o neto e o filho de um tenente da Polícia Militar (PM) reféns, enquanto roubavam a casa do policial, no bairro Céu Azul, na região da Pampulha. Os suspeitos chegaram a ameaçar as vítimas, mas ninguém ficou ferido.

Segundo a PM, os homens aguardaram o tenente sair de casa para comprar pão. Em seguida, pularam o muro da residência e renderam o filho e o neto do policial. Todos os suspeitos estavam armados e mantiveram as vítimas presas em um quarto da casa por cerca de 10 minutos. Eles fugiram levando relógios, uma quantia em dinheiro não divulgada, um revólver calibre 38 e algema do policial, além do veículo da vítima, um Fiat Palio prata.
Dois suspeitos fugiram no carro no tenente e os outros dois comparsas usaram um Fiesta preto roubado para fugir. Apesar disso, o grupo foi localizado pela PM ainda no bairro Céu Azul, na rua Jornalista João Jesus. Todos os homens, que não tiveram a identidade revelada, têm passagens por assalto e foram encaminhados para a 15º Companhia de Polícia Militar. (Otempo)
Leia Mais ►

Vereador Marcos Prisco é preso acusado de crimes em greve

Justiça Federal alegou que a prisão é uma forma de manter a "garantia da ordem pública"

Grevistas estão proibidos de receber comida, água ou medicamentos
Greve de policiais na Bahia teve fim nesta quinta-feira (18)

O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), Marco Prisco, foi preso nesta tarde pela Polícia Federal. Marco Prisco liderou a greve da Polícia Militar (PM) da Bahia que terminou ontem (17) após decisão da categoria em assembleia. Prisco é vereador pelo PSDB da capital baiana, Salvador, e teve pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público Federal da Bahia (MPF/BA) no início desta semana.

No ano passado, o MPF/BA denunciou Prisco e mais seis pessoas por crimes praticados contra a segurança nacional durante outra greve da PM, ocorrida em 2012. De acordo com o Ministério Público, os denunciados, entre vereadores, soldados e cabos da PM, auferiram com a greve lucros políticos nas eleições municipais.
Segundo a Polícia Federal, o vereador está sendo transferido para o Complexo da Papuda em Brasília, pois a ordem judicial prevê que ele deve ficar recolhido em instituição prisional federal. Como é processado por crime político grave pelo MPF, qualquer recurso contra sua prisão somente pode ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal.
Após a assembleia aprovar o fim da greve dos policiais, Prisco disse que “quase todas as reivindicações foram atendidas”. Segundo a Aspra, faz parte da proposta aprovada a anistia para policiais que participaram de manifestações em 2012 e para os que tomaram parte no movimento deste ano. Apesar do fim da paralisação, o governador do estado, Jaques Wagner, disse que a mobilização das tropas federais será mantida por meio da Garantia da Lei e da Ordem (GLO). (Otempo)
Agência Brasil
Leia Mais ►

Uberaba :Samu tem só seis viaturas para atender 1 milhão de pessoas em 27 cidades

Serviço de Uberaba tem apenas seis viaturas para atender 1 milhão de pessoas de 27 cidades

B-G
Distância. Cobrindo uma área extensa, viaturas do Samu de Uberaba
chegam a se deslocar até 300 km para fazer um único atendimento

Apenas seis viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Uberaba atendem 27 municípios do Triângulo Mineiro, que somam uma população de aproximadamente 1 milhão de pessoas. São, em média, 200 atendimentos diários, encaminhados para dois hospitais e duas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs).

De acordo com o secretário municipal de Saúde de Uberaba, Fahim Sawan, a sobrecarga no Samu da cidade prejudica a qualidade do serviço e causa demora no atendimento ao cidadão. “A região é muito extensa, e às vezes a ambulância precisa percorrer até 300 km com um paciente, buscando atendimento”, diz o secretário.
Além dos problemas no transporte dos pacientes em uma área extensa de cobertura, a região também enfrenta dificuldades na disponibilidade de leitos de urgência e emergência. “Uberaba perdeu seis hospitais nos últimos 20 anos, o que equivale a quase 300 leitos, e a cidade só cresceu. O município precisava de 600 leitos, no mínimo, para atender à demanda”, diz Sawan.
União. A situação está levando municípios da região a se organizarem no Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião do Triângulo Sul (Cistrisul). A iniciativa deve começar a ser instalada dentro de seis meses e visa a aquisição de 24 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para a região, além da construção de nove novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), reforma e ampliação de outras dez UBSs, a implantação de duas UPAs, um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) com unidades de acolhimento infantil e adulto, além do Hospital Regional de Uberaba, com previsão de inauguração para o segundo semestre deste ano.
Também está prevista a compra de um helicóptero para o deslocamento de casos graves para o polo de Uberaba, como acidentes ocorridos nas BRs–050 e 262, que cortam a região.
O governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, firmou compromisso na tarde dessa quarta para investir cerca de R$ 5 milhões na construção de uma sede administrativa do Cistrisul em Uberaba. As cidades consorciadas deverão ratear todas as despesas administrativas, da ordem de R$ 0,25 por habitante/mês.
Obras pleiteadas pela região
Seis carros. É o número de veículos de resgate que atende à região conhecida como Triângulo Sul, todos vinculados a Uberaba.

SAMU. O consórcio visa a aquisição de 24 novas ambulâncias do Samu.

Média complexidade. Araxá, Frutal e Iturama receberão unidades de saúde capazes de atender casos de média complexidade.

Complexos novos. Ainda serão construídos outros quatro complexos de saúde em Uberaba:
Hospital Regional UPA da Família Abadia
UPA da Família Boa Vista
CAPS AD III – bairro Josa Bernardino

Centros de trauma. A UFTM deve ganhar um centro de trauma que atenderá acidentes de alta complexidade, e a Uniube, outro centro para média complexidade.

300 km. É a distância que as ambulâncias que atendem à região podem percorrer em um atendimento.

1 milhão. É o número estimado de habitantes beneficiados pelo consórcio. 0 BRs 050 e 262. São estradas que têm acidentes atendidos em Uberaba.
(Otempo)
Leia Mais ►

Dupla rouba R$ 10.000 de agência dos Correios no sul de Minas

Bandidos fugiram de Campos Gerais pela zona rural e não foram encontrados

Imagens do circuito interno vão ser analisadas pela políciaRecord Minas
A Polícia Militar está à procura de dois criminosos que assaltaram uma agência dos Correios em Campos Gerais, no sul do Estado. A dupla fugiu com R$ 10.000.
Os bandidos chegaram em um carro. Um deles desceu, armado com um revólver, e entrou sozinho na agência. Ele rendeu as atendentes que estava no caixa enquanto o outro dava cobertura do lado de fora.
Após pegar a quantia, os assaltantes fugiram pela rodovia que que liga o município a Boa Esperança. Os militares acreditam que eles escaparam pela zona rural da cidade.
Os bandidos ainda não foram identificados. As imagens do circuito interno de segurança serão analisadas pela perícia. Por causa do roubo, a agência ficou fechada. ( R7)
Leia Mais ►

Temendo novas greves durante a Copa, Dilma monitora policiais militares

Lei e ordem A cúpula do governo Dilma Rousseff monitora o risco de novas greves de policiais militares em Estados que vão sediar partidas da Copa do Mundo, nos meses que antecedem a competição —a exemplo do movimento que terminou ontem na Bahia. O Palácio do Planalto já identificou essa possibilidade no Rio Grande do Norte, no Amazonas e em Mato Grosso. A equipe da petista avisou aos governos locais que tropas do Exército serão enviadas aos Estados, se for necessário.

Precedente O Ministério da Justiça lembrou aos governadores que há entendimento do Judiciário para que as greves sejam declaradas ilegais.
Fogo baixo Ao analisar os movimentos, o Planalto identificou que os PMs usam a proximidade da Copa para fortalecer suas demandas, mas não estariam dispostos a parar durante o evento.

Ignição Aloizio Mercadante (Casa Civil) se reuniu ontem com metalúrgicos do ABC paulista para discutir o encalhe de veículos produzidos na região, que reduziu as atividades das montadoras.

Saldão Os trabalhadores querem que o governo federal adote medidas para “reativar” o mercado de automóveis. O último desconto de IPI sobre carros vale até julho.
APODE1804PAINEL

Fuso Deputados em viagem à China articularam a derrubada da sessão de terça-feira do Congresso. A cúpula da Câmara telefonou do outro lado do mundo, na véspera, para avisar aos colegas que não haveria quorum.

Mi casa… O PT-MG vai acionar o PSDB na Justiça Eleitoral pelo uso da residência oficial do governador Alberto Pinto Coelho (PP) para uma reunião entre o candidato tucano ao cargo, Pimenta da Veiga, e aliados, ontem.
… su casa Os petistas evocarão a lógica que a oposição usou para atacar, em março, uma reunião do núcleo da campanha de Dilma no Palácio da Alvorada.

Xadrez 1 Gilberto Kassab (PSD) almoçou com Michel Temer (PMDB) na quarta-feira para discutir a possibilidade de aliança entre os dois partidos na eleição para o governo de São Paulo.

Xadrez 2 O cenário mais provável é o de que Paulo Skaf (PMDB) abra espaços em sua chapa a Kassab e ao ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, do partido do ex-prefeito. Ontem, foi a vez de Skaf e Temer almoçarem juntos para tratar do encontro do dia anterior.

Prazo de validade A Secretaria de Recursos Hídricos paulista trabalha com a perspectiva de que a multa para quem aumentar o consumo de água comece a valer em junho e se estenda por sete meses, período que inclui o da disputa eleitoral.

Didática A pasta defende a realização de uma campanha para explicar e defender a medida, que ainda precisa de aprovação da agência reguladora para entrar em vigor. A ideia é que ela atinja os 31 municípios que já desfrutam do bônus por redução.

Guichê A secretaria também pretende abrir um canal para receber justificativas de quem tiver elevado o consumo por razões específicas.

Guerra… A Cemig e o governo de Minas decidiram ingressar com ação no Tribunal Superior Eleitoral e queixa no Conar contra propaganda que o governo federal levou ao ar atribuindo à estatal a maior alíquota de ICMS sobre a conta de luz do país.
… da tarifa A empresa diz que, graças a sua política de isenções, 40% das famílias do Estado não pagam o tributo. A Cemig e o governo mineiro questionam nos dois órgãos o uso de propaganda federal para atacar a estatal.

TIROTEIO
“A cada crise entre o governo e sua base aliada no Legislativo, vemos o tamanho da bolsa de valores em que se transformou o Congresso.”
DO DEPUTADO DOMINGOS DUTRA (SDD-MA), acusando o governo de beneficiar deputados e senadores com emendas e cargos em troca de apoio em votações.

CONTRAPONTO

Questão de mérito
Em uma de suas tradicionais sessões de estudos ao lado da mulher, a desembargadora Sandra de Santis, há algumas semanas, o ministro do STF Marco Aurélio Mello confidenciou à esposa que queria uns dias de descanso.
—Vamos parar um pouco? Podemos passar um tempo no Rio —disse o ministro, no Supremo há quase 24 anos.
—Parar?! E os meus processos? —retrucou a desembargadora, que atua no Tribunal de Justiça do DF.
—Mas você acha que eu não tenho meus processos?
—Tem. Mas como ministro do STF, você não tem o Conselho Nacional de Justiça no seu pé! —brincou Sandra.
Leia Mais ►

Tropas federais continuarão na Bahia, mesmo com fim da greve

Polícia do Exército faz a segurança em shopping de Salvador (BA) nesta quinta-feira devido à greve de policiais e bombeiros
Foto: Marco Aurélio Martins/Ag. A Tarde / Futura Press
Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) autorizada para minimizar os impactos da greve da Polícia Militar (PM) na Bahia não será suspensa, mesmo com o anúncio do fim da paralisação. De acordo com o governador do estado, Jaques Wagner, a mobilização das tropas federais será mantida até reavaliação.

Wagner e o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, que está em Salvador, concederam entrevista coletiva hoje (17), após policiais militares votarem em assembleia pelo fim do movimento. "Vamos manter a GLO para reavaliação até ter a certeza de que a normalidade foi reconquistada", disse o governador.

Enquanto a PM estava na assembleia nesta tarde, ele reunia-se com Cardozo, com o ministro interino da Defesa, tenente-brigadeiro Juniti Saito, o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, José Carlos De Nardi, e o general Racine Bezerra, comandante da 6ª Região Militar.

O grupo fazia o planejamento de como será a atuação das tropas federais, formadas por agentes da Força Nacional e das Forças Armadas. As tropas desembarcaram em Salvador na quarta-feira (16). Na terça-feira (15), a PM da Bahia havia votado a favor da greve em assembleia. (Terra)
Leia Mais ►

Greve da PM: bandidos aproveitam para aterrorizar baianos



Com a confirmação da greve da polícia militar da Bahia, os bandidos já aproveitaram para aterrorizar os moradores de Salvador. Registros feitos por celulares mostram ações ousadas na noite de terça-feira (15), minutos após a categoria definir a paralisação por tempo indeterminado.

Na Avenida ACM, próximo ao Hiperposto (Iguatemi), uma mulher teve o veículo roubado por homens que utilizaram uma escopeta calibre 12 para ameaçar a vítima. O assalto a mão armada aconteceu em meio a um congestionamento e foi presenciado por dezenas de pessoas.]





Saques foram registrados na Cesta do Povo da Avenida Ogunjá, onde bandidos arrombaram a porta principal do estabelecimento e levaram produtos da loja. Em São Caetano, o alvo foi a Ricardoeletro. Dezenas de pessoas filmaram a ação ousada dos bandidos que levaram eletrodomésticos, eletrônicos e celulares sem se preocupar com a polícia.


Com a confirmação da greve da polícia militar da Bahia, os bandidos já aproveitaram para aterrorizar os moradores de Salvador. Registros feitos por celulares mostram ações ousadas na noite de terça-feira (15), minutos após a categoria definir a paralisação por tempo indeterminado. Na Avenida ACM, próximo ao Hiperposto (Iguatemi), uma mulher teve o veículo roubado por homens que utilizaram uma escopeta calibre 12 para ameaçar a vítima. O assalto a mão armada aconteceu em meio a um congestionamento e foi presenciado por dezenas de pessoas.] Saques foram registrados na Cesta do Povo da Avenida Ogunjá, onde bandidos arrombaram a porta principal do estabelecimento e levaram produtos da loja. Em São Caetano, o alvo foi a Ricardoeletro. Dezenas de pessoas filmaram a ação ousada dos bandidos que levaram eletrodomésticos, eletrônicos e celulares sem se preocupar com a polícia. 
Leia Mais ►

No Governo Dilma: Estado diz não ter verba para atender pedidos de PMs na Bahia (enquanto isso na copa...)

Depois de ser informado de uma nova pauta de reivindicações, o governo da Bahia deixou claro que não tem como atender os pedidos dos policiais militares em greve desde a terça-feira (15).
Entre as novas reivindicações está um aumento salarial --em percentuais ainda não informados-- e a anistia dos militares punidos na greve de 2012.
Inicialmente, a Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia) –uma das seis associações que compõem o movimento-- informou que a greve teria explodido por conta da insatisfação da tropa com a proposta de regimento interno da Polícia Militar apresentado pelo governo e que não haveria pedidos de reajustes salariais.
UOL tentou falar com o coordenador jurídico da associação, Fábio Brito, para saber qual a nova proposta apresentada ao governo, mas o seu telefone estava desligado na manhã desta quinta-feira (17). As ligações para os demais telefones da associação não foram atendidas.

Sem verba

Após tentativa frustrada de militares e deputados estaduais fecharem um acordopossível de ser aceito pelo Executivo, o governo divulgou nota afirmando que atender a nova proposta aumentaria as despesas do Estado em R$ 600 milhões ao ano, o que ultrapassaria o limite orçamentário baiano.
"Essa nova pauta nos causa muita surpresa. Falamos que já estávamos no nosso limite e recebemos a proposta com mais coisas inseridas. Consideramos isso um retrocesso", afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa.
Barbosa disse ainda que o canal de negociação continua aberto e que vai esperar uma "proposta razoável". Porém, segundo apurou o UOL, o governo se nega a negociar a possibilidade de anistia dos policiais punidos pela greve de 2012.
O secretário também informou que o governo teria feito novas concessões em uma proposta encaminhada aos militares, entre elas a aposentadoria aos 25 anos de serviço para as mulheres e o aumento da gratificação conhecida como CET (Condições Especiais de Trabalho), que representaria uma despesa a mais R$ 50 milhões/ano para o Estado.
Leia Mais ►

Dupla é detida com quatro veículos roubados e drogas em casa denunciada da Grande BH

Residência vistoriada foi alvo de denúncia sobre intenso uso e consumo de drogas

Dois homens foram detidos com quatro veículos roubados e drogas na madrugada desta quinta-feira (17), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Ronney Afonso da Silva Monteiro, de 20 anos, e Guilherme Lucas de Souza, de 21, foram abordados por militares da 2ª Companhia de Missões Especiais da Polícia Militar ao chegarem em casa da rua Santo Antônio, no bairro Tijuca. O imóvel foi alvo de denúncia anônima sobre intenso uso e venda de drogas, além de servir como depósito de produtos roubados. O denunciante também afirmou que o local era vigiado por homem conhecido pelo apelido de "Preto".
Na residência, os policiais viram um homem vestido com camisa de time de futebol azul entrando correndo. O suspeito não aceitou abrir a porta e, por fresta do portão, os militares viram um Gol prata tomado de assalto, quando resolveram pular os muros. Porém, o homem não foi mais encontrado.
Já durante buscas na casa, os policiais encontraram mais um Fiat Palio, uma Kombi e um caminhão Hyundai roubados e com as placas já trocadas. Dentro do Gol, ainda foram localizados um revólver com numeração raspada e 534 pinos de plásticos, sendo 17 cheios com cocaína. Além disso, foram achados muitos produtos de beleza de origem duvidosa na carroceria do caminhão apreendido.
Monteiro e Souza chegaram à residência antes que a polícia fosse embora e, ao serem questionados sobre a origem de todo o material e veículos recuperados, alegaram serem inocentes. Segundo Souza, ele foi ao local na companhia de Monteiro a pedido do avô, uma vez que a casa pertence a um tio dele que está pescando no interior de Minas. Entretanto, o detido afirmou desconhecer a cidade onde o parente está.
A dupla foi detida em flagrante e encaminhada à Delegacia de Plantão de Contagem para prestar mais esclarecimentos. (R7)
Leia Mais ►

Usuário de drogas é esfaqueado e morre ao andar de moto na Grande BH

Vítima foi ferida quando pilotava sua motocicleta, que está com a documentação atrasada

Um homem de 28 anos foi assassinado em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, no final da noite dessa quarta-feira (16). Luiz Ricardo Flores da Silva foi esfaqueado no momento em que pilotava sua motocicleta Titan pela rua Maraca, no bairro Novo Horizonte.
De acordo com a Polícia Militar, o motociclista foi ferido duas vezes no lado esquerdo do peito e morreu antes da chegada do socorro.
O corpo de Silva por reconhecido pela esposa e outros familiares dele, que revelaram aos militares do 33º Batalhão que a vítima era usuária de drogas e estava tentando largar o vício. No entanto, os parentes afirmaram desconhecer a autoria e motivação do crime.
O caso será investigado pela Polícia Civil e, depois do trabalho da perícia, o cadáver foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) da cidade. A motocicleta da vítima foi apreendida, uma vez que estava com a documentação atrasada.(R7)
Leia Mais ►

Dupla é detida em "boca de fumo" por policiais disfarçados de usuários de drogas em BH

Detidos foram abordados durante a realização de operação no bairro Alto Vera Cruz

Maior detido alegou estar sendo ameaçado de morteRecord Minas
Dois homens foram detidos por policiais disfarçados de usuários de drogas na madrugada desta quinta-feira (17), em aglomerado do bairro Alto Vera Cruz, na região leste de Belo Horizonte. Um menor, de 17 anos, e Davidson Daniel, de 19,  foram abordados em uma "boca de fumo" localizada na avenida Desembargador Bráulio.
Na hora da detenção, outros suspeitos conseguiram fugir e ainda são procurados pela polícia.
Após buscas pessoais, policiais militares e civis apreenderam um revólver calibre 38 e drogas com Daniel. Já com o menor foram recolhidos R$ 251.
Ao serem questionados sobre os entorpecentes e revólver que escondiam, os detidos negaram ser traficantes e Daniel afirmou que andava armado para se defender, uma vez que foi ameaçado de morte devido à uma briga em data anterior. Entretanto, a dupla não convenceu os oficiais, foi detida em flagrante e encaminhada à delegacia. (R7)

Leia Mais ►

Homem é preso ao confessar que estuprou e matou vizinha em Contagem

Vítima, de 59 anos, teve o corpo enrolado em plástico e jogado em caçamba
Bezerra confessou o crime e alegou que jogou corpo em caçambaRecord Minas
Um homem de 38 anos foi preso ao confessar que estuprou e matou uma vizinha em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Mário do Carmo Bezerra foi detido em casa, na madrugada desta quinta-feira (17), após familiares da vítima acionarem a polícia.
O crime ocorreu na residência de Bezerra, onde Ana Lúcia Pires do Nascimento, de 59 anos, foi abusada sexualmente e, em seguida, esfaqueada na região da barriga e pescoço. O preso contou aos policiais que inventou uma história para atrair a mulher até o seu imóvel. Ele relatou que abordou a dona de casa depois de Ana Lúcia sair de casa para mostrar tolhas de cozinha para uma amiga. Na volta, Bezerra parou a mulher e disse que a mãe dele queria falar com a vítima.
Atendendo ao pedido, a dona de casa foi até a residência do criminoso, onde ainda teve o corpo enrolado em plástico após ser estuprada e morta.
O detido ainda confessou que jogou o corpo de Ana Lúcia em uma caçamba em lixão. Porém, o cadáver da vítima não foi encontrado e é procurado por equipe do Corpo de Bombeiros nesta manhã.
A polícia suspeita que o assassinato ocorreu na última terça-feira  (15) e familiares de Bezerra disseram para os policiais que ele tem problemas mentais e faz uso de remédio controlado.
As toalhas, peças íntimas e uma calça de Ana Lúcia foram localizadas na casa do preso, assim como a faca usada no homicídio. (R7)

Leia Mais ►

Com greve da PM, Salvador vive clima de feriado; 34 são presos

Sem PM e com boatos, baianos "antecipam" feriadão; 34 são presos
A greve da Polícia Militar fez com que os baianos antecipassem a rotina de ruas vazias do feriadão. Nesta quarta-feira (16), faculdades e escolas tiveram aulas suspensas, lojas e shopping ficaram fechados e os ônibus foram recolhidos às garagens no fim da tarde. Boatos e arrastões também foram registrados, com 34 acusados presos.

Os militares pedem, entre outras coisas, a mudança do projeto de novo regimento interno da polícia, aumento na gratificação da CET (Condições Especiais de Trabalho), e a criação de regime remuneratório por subsídio para os militares. O governo se reúne ainda nesta noite com lideranças para tentar chegar a um acordo.
Quem saiu de casa percebeu que o trânsito estava calmo e sem congestionamentos. "Hoje, Salvador passaria como um feriado. Poucas pessoas nas ruas e muitas empresas fechadas", disse o empresário Gustavo Costa Acioli.
Às 18h, os coletivos --que circularam de forma reduzida durante o dia-- ficaram nas garagens, após acordo da categoria. Segundo o diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, vários ônibus foram alvo de saques e arrastões. "Mesmo sabendo que homens do Exército estão nas ruas, estamos nos sentindo inseguros", complementou.
Todos os shoppings da capital baiana decidiram fechar mais cedo. Boa parte das lojas nos bairros sequer abriram as portas. Ainda na terça-feira à noite, após o anúncio da greve, universidades e escolas anunciaram que as aulas estavam suspensas e só retornam na terça-feira (22).
Eventos também foram suspensos ou cancelados, a exemplo da estreia da estreia da peça "A Paixão de Cristo", que ocorreria nesta noite. Bares e casas de shows também anunciaram que cancelaram todas as apresentações previstas. A prefeitura informou que, nesta quinta-feira (17), as repartições fecham as portas por ser ponto facultativo.

Prisões e boatos

Durante o dia, a Polícia Militar prendeu pelo menos 34 pessoas acusadas de arrastões durante a noite de terça e esta quarta-feira em Salvador. No bairro da Liberdade, 26 pessoas foram presas, acusadas de arrombamentos e saques a estabelecimentos comerciais. Elas estavam com roupas, eletrodomésticos e outros itens que foram recuperados e devolvidos aos comerciantes. Mais cedo, oito pessoas foram presas por tentarem promover arrastão na orla.
Outra preocupação das autoridades foi desmentir boatos, como um possível arrastão na avenida Sete e a invasão à sede da cavalaria em Feira de Santana. Para isso, o governo usou a hashtag "#émentira" nas redes sociais oficiais para orientar a população.
Em nota, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) na Bahia criticou os boatos e pediu que governo e policiais cheguem logo a um acordo e "combatam a disseminação de boatos, especialmente pela internet, evitando provocar pânico na população e os prejuízos dele decorrentes." (Uol)
Leia Mais ►

Policial militar baleado em bar pode ter sido vítima de vingança

Delegado responsável pelo caso também trabalha com hipótese de tentativa de roubo
Mesmo ferido, militar continuou em pé com arma na mãoRecord Minas
O soldado da Polícia Militar que foi baleado em um bar do bairro Anchieta, na região centro-sul de Belo Horizonte, pode ter sido vítima de vingança.
De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o delegado responsável pelo caso, Samuel Neri, da 3ª Delegacia de Polícia Civil da Regional Sul, trabalha com duas linhas de investigação. A  segunda hipótese seria de tentativa de roubo. Porém, o policial informou que ainda é cedo para concluir algo ou apontar suspeitos.
O crime ocorreu na madrugada do último sábado (12), quando o soldado Ciro César Oliveira Nésio, de 28 anos e lotado na 6ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar, e os clientes Bruno Gomes Freire, de 32, e Cláudia Oliveira Menezes, de 33, foram baleados. As vítimas foram feridas depois que três homens armados invadiram o bar, onde o policial, que era o alvo, conversava com amigos. O policial ainda tentou correr para escapar dos tiros em sua direção, mas acabou atingido por quatro disparos. Os outros clientes foram acertados na mão e na perna e socorridos junto com o militar.
Freire e Menezes receberam alta do Hospital de Pronto-Socorro João 23 no próprio sábado. Já o soldado foi transferido para o Hospital Militar, onde permanece internado e não corre risco de morte. Ele foi baleado no pulmão.
Antes de ser atendido, o policial chegou a dizer para colegas de trabalho que não havia discutido com ninguém ou que teria recebido ameaças.
Imagens de câmeras de segurança do estabelecimento foram recolhidas para serem analisadas. Os autores do crime fugiram em um Fiat Uno e ainda não foram identificados ou presos. (R7)
Assista ao vídeo:

Leia Mais ►

Sargento da PM é preso com 103 kg de maconha na Grande BH

Policial ajudava traficante a fugir de blitz, segundo delegada; apreensão ocorreu em Juatuba


Márcio Eustáquio foi o único preso que falou com a imprensaRecord Minas / Reprodução
Um policial militar, a mulher, o sobrinho e outras cinco pessoas foram presas em flagrante em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, com 103 kg de maconha. O caso foi esclarecido nesta quarta-feira (16) pela Polícia Civil.
Há um mês, o grupo alugou uma casa no bairro Castelo Branco para armazenar a droga, que saía do Mato Grosso do Sul para ser distribuída na Grande BH. Segundo a delegada Alessandra Wilke, Gustavo Henrique Muniz Nascimento de Oliveira, o Gustavinho, de 22 anos, é sobrinho do PM e responsável pela distribuição da droga.


— Eles escolheram a casa em um bairro tranquilo, onde não há ocorrências e qualquer carro diferente levanta suspeita, para tentar confundir a polícia. O sargento da PM, que é tio do Gustavinho, tinha a função de assessorar as atividades dele. Como o suspeito tinha mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio, o PM fazia o transporte dele para evitar que fosse preso em uma blitz, por exemplo.



A mulher do policial militar, Eurene Barroso, 46 anos, também foi detida por participação no esquema. Dois presos são do Mato Grosso do Sul e os outros moravam em Contagem. São eles: Marcio Eustáquio de Oliveira Luz, o Fareja, de 28 anos, Jaaziel da Rocha Torres, 41 anos, Roney Camilo Rodrigues, 24 anos, Aparecido Santos Araújo, Nego, de 21 anos, Ricardo Golart Escobar, o Donatelo, 22 anos.



O sargento da PM não teve o nome divulgado pela Polícia Civil. Para os investigadores, ele afirmou que só ia levar o sobrinho até a casa e que não sabia do envolvimento com tráfico de drogas. A corporação ainda não se pronunciou sobre o caso.

Um carro e 450 pinos para armazenar cocaína também foram apreendidos. De acordo com a polícia, esta foi a maior apreensão de drogas já ocorrida na cidade. (R7)

Leia Mais ►