Chuva causa novos danos em Belo Horizonte; 19 cidades decretaram situação de emergência em MG

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias, em Belo Horizonte 
A chuva dos últimos dias continua a causar prejuízos em Belo Horizonte, que decretou situação de emergência em razão dos danos sofridos em regiões da cidade, desde a última semana. O Corpo de Bombeiros afirmou ter atendido, de zero hora deste domingo (18) às 8 horas da manhã desta segunda (19), 18 ocorrências relativas a desabamentos e foi acionado em 21 ocasiões para a retirada de árvores tombadas. Na capital, o tráfego de veículos está com retenções na avenida Antônio Carlos, no  cruzamento com a avenida Américo Vespúcio, e na avenida Pedro I, na região da Pampulha. Ambas no sentido bairro/centro, informou a BHTrans, empresa que gerencia o trânsito na cidade. Na avenida Cristiano Machado, próximo a um shopping, na região do bairro Ipiranga, região nordeste, por conta das chuvas uma cratera se abriu, na última sexta-feira (16), em uma das faixas, no sentido centro/bairro. Essa pista de rolamento foi interditada, o que complica o fluxo de veículos no local.

Ainda conforme a empresa, na rua Conselheiro Saraiva, no bairro Alto Barroca, um poste de iluminação pública está afundando. A Defesa Civil e os bombeiros foram acionados. De acordo com a Defesa Civil Estadual, 19 cidades mineiras já decretaram situação de emergência por conta do mau tempo. A última a figurar na lista foi Belo Horizonte.O período chuvoso, que se iniciou em outubro deste ano, registrou duas mortes, além de 30 pessoas desabrigadas e 459 desalojadas. Ao todo, quase 21,5 mil pessoas foram afetadas, de alguma maneira, pelo mau tempo.

No entanto, os números relativos a desabrigados e desalojados deverá aumentar, segundo o órgão. Algumas cidades do Estado, bastante afetadas pelas chuvas, ainda não tiveram os dados atualizados pela Defesa Civil.As cidades históricas de Mariana e Ouro Preto, na região central de Minas Gerais, foram castigadas pelas chuvas dos últimos dias. Outra cidade que teve boa parte da cidade inundada foi Florestal, situada na região central.

Chuva acima da média histórica

O Centro de Meteorologia da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) informou ter chovido 515 mm em Belo Horizonte, até o momento. O volume é 75% acima da média histórica para o mês de dezembro, apurado em 293 mm.

Ainda de acordo com o centro, o tempo permanece chuvoso nesta segunda-feira (19), sendo que, a partir de amanhã, haverá uma ligeira melhora no tempo. A partir de quarta-feira (21), segundo a Cemig, as chuvas cessam e passam a ser registradas na forma de pancadas isoladas.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), hoje a região noroeste do Estado ficará com tempo encoberto e chuva. Nas regiões norte, centro, sudeste e leste, a previsão é de céu encoberto, passando a nublado e com chuva. Oeste e sul terão tempo nublado com pancadas de chuvas. Nas demais regiões, o céu fica parcialmente nublado, com possibilidade de pancadas de chuvas e raios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário