Aluno surta, bate em guarda e quebra escola

O adolescente, que cumpre medida socioeducativa, estaria fumando maconha e teria ficado nervoso com abordagem da vítima
Jefferson Delbem - Do Hoje em Dia
Um guarda-municipal foi agredido por um aluno de 16 anos, que cumpre medida socioeducativa, dentro de uma escola no bairro União, região Nordeste de Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira (12). O agressor foi detido e levado ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional de Belo Horizonte (CIA). A vítima foi encaminhada a uma unidade de saúde para ser medicada e passa bem.

Conforme o inspetor Mário Martins, da Guarda-Municipal, o jovem estaria em companhia de dois colegas na porta da Escola Municipal Anísio Teixeira e um agente teria presenciado o trio fumando maconha, mas decidou não abordá-los e chamar por reforço. Antes que mais guardas chegassem, um dos menores entrou na escola e o guarda decidiu confirmar se ele realmente estava usando a droga. O jovem assumiu o delito, mas disse que o fazia uso fora das dependências da instituição de ensino, e que ninguém poderia recriminá-lo.
Segundo o inspetor Martins, já na sala da diretoria, onde o jovem deu a sua versão sobre o assunto, o guarda decidiu realizar buscas na mochila do menor com a intenção de saber se com ele havia mais algum entorpecente. O adolescente teria ficado furioso e começado uma querbradeira no local. Quando o guarda tentou contê-lo, ele teria reagido, rasgando a farda e lesionando seu joelho. Porém, o jovem acabou sendo mobilizado.

O adolescente cumpre medida no Centro Socioeducativo da capital por envolvimento com o tráfico de drogas e sai somente para estudar às 7 horas e volta às 12h30. O guarda foi medicado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nordeste e passa bem. O adolescente foi encaminhado ao CIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário