Polícia prende estelionatário que extorquia vítima

Homem que teve caminhonete e documentos roubados era ameaçado pelo suspeito
Um estelionatário foi preso, na manhã desta quinta-feira (12), no bairro Jardim Leblon, região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Ele estaria sendo monitorado pela Polícia Militar (PM) há vários dias. Segundo os militares, da última vítima, o suspeito teria extorquido pelo menos R$ 5 mil através de depósitos bancários, que eram realizados a partir de ameaças contra a família do homem.

Ainda conforme a polícia, a vítima teve a sua caminhonete e documentos roubados. Dias depois do assalto, começou a ser ameaçado pelo possível autor do crime, como descreve o sargento do 13° BPM, Valter dos Santos. "Ele começou a ligar para o homem dizendo saber onde ele morava, trabalhava, o local em que os filhos estudavam, e que caso a vítima não efetuasse os depósitos em uma conta bancária indicada por ele, algo poderia acontecer com a família". Diante da ameaça do suspeito, vários depósitos foram realizados em uma conta jurídica, totalizando R$ 5 mil.

A PM começou a monitorar as ligações recebidas pela vítima, que tinham origem de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e identificou que o suspeito viria à capital. "Ele realizava as ligações de outra cidade para confundir as vítimas, fazendo parecer que ele morava no interior, no entanto, sua residência é em Belo Horizonte", revela o sargento.

Nesta manhã, militares foram até a rua Santa Rita de Itueto, no Jardim Leblon, onde prenderam, em flagrante, Fernando Alves da Silva, de 46 anos, que não reagiu a abordagem e confessou o crime. Com ele foram encontrados a carteira de identidade de uma outra possível vítima, uma identidade falsa, extratos bancários, carimbos de empresas, além de documentos que comprovariam que ele comprava veículos com documentação falsificada. Segundo a polícia, Fernando possui passagens por furto, posse ilegal de arma e crime de estelionato. O suspeito foi encaminhado à Seccional Venda Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário