Polícias iniciam força-tarefa contra homicídios em BH

O disque-denúncia, 181, será ferramenta fundamental para reduzir as mortes. Somente nos três primeiros meses, 207 pessoas foram mortas em BH, uma média de 2,3 homicídios por dia
Do Jornal Estado de Minas
Concentração de policiais no campo para início da operação  (Divulgação PM )
Concentração de policiais no campo para início da operação
As polícias Civil e Militar lançaram na manhã desta quarta-feira a Força-Tarefa de Proteção à Vida para combater homicídios EM Belo Horizonte. As equipes se reuniram no campo Saga, na divisa dos Bairros São Gabriel e Dom Silvério, na Região Nordeste da capital, para oficializar a operação especial. O local escolhido para o lançamento é simbólico por causa de um triplo homicídio que aconteceu na última segunda-feira bem perto dali. Três adolescentes, com idades entre 14 e 16 anos, foram mortos a tiros dentro de uma mata.

Segundo as polícias, o diferencial dessa força-tarefa é a tentativa de incluir a população como colaboradora para combate aos crimes. O disque-denúncia, 181, será ferramenta fundamental para reduzir as mortes em BH. Na terça-feira, a Divisão de Crimes Contra a Vida (DccV) divulgou dados alarmantes que motivaram essa ação das polícias. 
Somente nos três primeiros meses, 207 pessoas foram mortas em BH, uma média de 2,3 homicídios por dia. Na comparação com o ano passado, houve um aumento de 13,11% no número de assassinatos. Dados divulgados também na terça-feira pela Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais (Seds-MG) revelam que, em média, a cada dia 10 pessoas são assassinadas em Minas. A estatística se refere aos três primeiros meses de 2012, período em que 959 pessoas foram mortas.

Mais mortes

Depois da divulgação desses dados, somente na madrugada desta quarta-feira aconteceram pelo menos três homicídios na região metropolitana. Um homem morreu dentro de casa no Bairro Dom Bosco, em Betim. Segundo a PM, o dono dessa residência havia deixado a vítima morar na casa dele por alguns dias. Durante a madrugada, a visita chegou ensanguentada, pois havia levado um tiro na cabeça. Antes do socorro chegar, o homem morreu dentro do imóvel. Ainda não há informações sobre autoria ou motivação do crime. 
Um adolescente de com 16 anos morreu no Bairro Novo Glória, Região Noroeste de BH. Segundo a PM, ele estava na Rua Rubens Ferreira da Silva, quando foi atingido por quatro tiros. Próximo ao corpo foi  encontrada uma réplica de revólver e na meia da vítima havia três pedras de crack.

Um assaltante foi morto por funcionárias e clientes de um motel de Contagem ao tentar invadir o estabelecimento. Ele usava uma arma de brinquedo, o que incentivou a reação das atendentes. Elas amarraram o suspeito com cabos elétricos e acabaram matando o homem por asfixia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário