Últimos 10 reféns são libertados pelas Farc


FOTO: FERNANDO VERGARA/ASSOCIATE PRESS
Um dos dois helicópteros cedidos pelo Exército brasileiro, juntamente com 22 homens
OTempoOnline
As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) surpreenderam a todos e libertaram, de uma só vez, os últimos dez reféns. A previsão era de que a operação fosse dividida em duas partes.
Os quatro militares e seis policiais, que ficaram em poder do grupo por até 13 anos, foram libertados na zona rural da província de Meta, perto da cidade Mapiripán, e entregues à missão humanitária, formada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e pela ONG Colombianas e Colombianos pela Paz, além de militares do Exército brasileiro.

Os reféns são: sargentos do Exército Luis Alfredo Moreno Chagueza e Robinson Salcedo Guarín, os militares Luis Arturo Arcia e Luis Alfonso Beltrán Franco (todos capturados em 1998); primeiro sargento da polícia José Libardo Forero e suboficiais da polícia Carlos josé Duarte, Wilson Rojas Medina, Jorge Humberto Romero e Jorge Trujillo Solarte (capturados em 1999); sargento-mor da polícia César Augusto Lasso Monsalve (capturado em 1998). Por causa do mau tempo durante o dia, os helicópteros (cedidos pelo Exército brasileiro), demoraram cerca de duas horas para ir ao local combinado para o resgate. No entanto, de acordo com a Cruz Vermelha, após a demora tudo ocorreu como planejado. Todos os reféns vão ao encontro de suas famílias no aeroporto de Villavicencio, na província de Meta. De lá, eles seguirão para Bogotá, com os familiares, e lá serão recebidos na base aérea da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário