Vários mortos em tiroteio em escola dos EUA

Suposto atirador, que seria um asiático de aproximadamente 40 anos, foi preso pela polícia pouco tempo depois do crime
KIMIHIRO HOSHINO/AFP
tiroteio em escola da califórnia
Crime ocorreu em uma escola religiosa da Universidade de Oikos
Várias pessoas morreram nesta segunda-feira (2) em um tiroteio ocorrido em uma escola de Oakland, subúrbio de San Francisco (Califórnia, oeste), indicou a imprensa local enquanto a polícia anunciava a prisão do suposto atirador. O jornal San Francisco Chronicle indica que quatro pessoas foram mortas no tiroteio, registrado em uma escola religiosa da Universidade de Oikos, em Oakland, enquanto que o Contra Costa Times mencionou vários mortos. Em uma entrevista coletiva à imprensa no campus, logo depois do tiroteio, uma porta-voz da polícia afirmou que "o atirador fugiu". 
Mas alguns minutos depois, em sua conta no Twitter, a polícia de Oakland anunciou a prisão de "um eventual suspeito". "Não há ameaça imediata para a segurança pública nas imediações", acrescentou a polícia em sua mensagem. As autoridades indicaram que o suspeito é "um homem asiático, corpulento". Ele teria por volta de 40 anos, segundo a imprensa local. Cinco ambulâncias foram enviadas ao local do tiroteio, indicaram os bombeiros de Oakland em sua conta no Twitter, mencionando "várias pessoas atingidas". A escola onde ocorreu o incidente afirma em seu site que se esforça para "fornecer os mais altos padrões educacionais, com uma inspiração e os valores cristãos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário