helicóptero da Polícia Civil cai com suspeito de chacina em Goiás

Aparecido Alves confessou ter degolado sete pessoas em uma fazendo de Doverlândia no fim de abril
FOTO: BENEDITO BRAGA/JORNAL HOJE
O suspeito do crime e todas as outras pessoas que estavam na aeronave morreram
OtempoOnline
Um helicóptero da Polícia Civil que fazia a reconstituição de uma chacina em Doverlândia, em Goiás, caiu na tarde desta terça-feira (8) próximo à cidade de Piranhas. O suspeito do crime, Aparecido Souza Alves, 23, e todas as outras pessoas que estavam na aeronave morreram.

De acordo com a Polícia Civil, o helicóptero voltava de Goiânia quando aconteceu o acidente. Nele, estavam o piloto, o copiloto, um delegado e dois peritos, além de Alves. Uma perícia já foi descolacada para o local para tentar descobrir as causas do acidente. Já a Secretaria de Segurança Pública de Goiás disse que haviam nove pessoas a bordo.

Segundo o Delegado de Piranhas, Diogo Rincon, dois corpos já foram encontrados, mas ainda não foram identificados. Um helicóptero dos Bombeiros e viaturas da Polícia Civil foram mandados para o local. Alves confessou ter degolado sete pessoas no dia 28 de abril. Ele invadiu uma fazenda em Doverlândia e matou um fazendeiro, de 57 anos, o filho dele, de 22 anos, um vaqueiro da fazenda, de 34 anos, um amigo do fazendeiro, de 51 anos, a esposa do amigo, de 65 anos, o filho do casal, de 22 anos, e a esposa do jovem, de 24 anos. Outras pessoas estão presas sob a suspeita de serem cúmplices de Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário