Roubo de veículos cresce 17% em Belo Horizonte

Foram registradas 464 ocorrências no 1º trimestre deste ano, contra 395 no mesmo período de 2011
Celso Martins - Do Hoje em Dia
Os furtos e roubos de veículos aumentaram 17,4% em Belo Horizonte, no primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2011. Segundo a Polícia Civil, de janeiro a março de 2012, foram 464 ocorrências, contra 395 nestes meses, no ano passado.

A Polícia Civil não explicou na última quinta-feira (10) o motivo do aumento desse tipo de crime. As regiões Noroeste e Norte da capital são as que registram maior número de roubos e furtos de veículos. “Os bairros dessas regiões estão próximos ao Anel Rodoviário e à MG-10, o que facilita na fuga dos bandidos”, afirmou o perito José Fernandes Medeiros, especialista em segurança veicular.

Medeiros afirma que os veículos novos estão sendo equipados com rastreadores, o que é uma alternativa para se evitar o crime. “Toda vez que o carro for roubado ou furtado, basta o proprietário telefonar para uma central que é feito o rastreamento via satélite”, disse.

Segundo o especialista, no mercado de segurança veicular é possível encontrar equipamentos que bloqueiam o combustível via satélite. Isso ocorre quando é comunicado o roubo ou furto. Ele defende a obrigatoriedade desse dispositivo, mas afirma que as montadoras fazem de tudo para impedir que a norma entre em vigor.


O contador Pedro Bragança Aguiar, de 42 anos, de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, teve o carro furtado em fevereiro deste ano e ajudou a engrossar as estatísticas.


“Deixei o meu carro próximo à Santa Casa para pegar um exame. Não demorei 20 minutos, mas quando voltei não encontrei o meu carro, comprado com muito sacrifício”, disse. Com prejuízo de R$ 13 mil, ele se arrepende de não ter feito seguro contra furto e roubo, no valor de R$ 600.


Balanço da Polícia Civil mostra que a quantidade de furtos (sem o uso de violência) teve queda em Belo Horizonte de 8,8%. Neste ano foram 1.088 ocorrências, de janeiro a março, contra 1.193, no mesmo período de 2011. A Polícia Civil também não explicou o motivo da redução.


Motorista deve manter postura preventiva


Uma das dicas do especialista José Fernandes Medeiros para se evitar os furtos é não deixar os veículos estacionados em avenidas e ruas com pouca iluminação, usar trancas e não deixar objetos, como bolsas e celulares, à vista. Se o carro for deixado longe de onde a pessoa for, a orientação é evitar ir até o carro sozinho, principalmente à noite.


Outra dica é deixar o veículo sempre com os pneus virados para o meio-fio, impedindo que o ladrão faça o carro “pegar no tranco”, mesmo não estando com a chave.


Segundo o Departamento Trânsito de Minas Gerais (Detran), nos últimos 18 meses, 356 veículos furtados ou roubados foram recuperados na capital e na Grande BH, mas os proprietários não apareceram. Por isso, eles foram levados a leilão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário