Investigador da Polícia Civil é preso após atirar em rua de Juiz de Fora


OtempoOnline
Um investigador da Polícia Civil foi preso na madrugada desse domingo (22) após atirar contra um grupo de pessoas em uma rua de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Segundo a assessoria da PC, o policial foi agredido por dois homens, que se identificaram como guardadores de veículo, ao se recusar a dar-lhes dinheiro, na saída de um clube no bairro São Pedro. Depois de ter sido atacado pelas costas, o investigador foi até seu carro, que estava estacionado próximo ao local, para buscar sua arma. Neste momento, o policial abordou um guardador de veículos que aparentava persegui-lo e outras pessoas suspeitas que transitavam pelo local. A Polícia Militar foi acionada para dar apoio.

Ainda segundo a Polícia Civil, o policial, "por estar sozinho e temer por sua segurança realizou alguns disparos com sua arma em direção a um local deserto para conter o tumulto". Com a chegada da PM, o investigador entregou  sua arma de fogo e foi conduzido à Delegacia de Plantão, onde foi autuado em flagrante por disparo de arma de fogo. O policial pagou fiança, cabível neste tipo de caso, sendo liberado e responderá ao inquérito policial. Ninguém ficou ferido. De acordo com o chefe do 4º Departamento de Polícia Civil de Juiz de Fora, delegado geral Rogério de Melo Franco Assis Araújo, o servidor, a princípio, aparenta ter agido no estrito cumprimento do seu dever legal. Um procedimento administrativo será instaurado para melhor apuração dos fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário