Cabo é suspeito de fazer parte de quadrilha especializada em clonagem de veículos

Esposa e casal conhecido do policial também foram detidos

FOTO: ALEX DE JESUS/O TEMPO
Cabo foi preso em casa, no Betânia
OtempoOnline
Um cabo da Polícia Militar Rodoviária foi detido no começo da noite dessa quarta-feira (1º) por suspeita de fazer parte de uma quadrilha especializada na prática criminosa de clonagem de veículos. O policial, que já estava sendo investigado devido ao registro de denúncias anônimas, foi preso em casa, no bairro Betânia, na região Oeste de Belo Horizonte. No estacionamento do condomínio, foi apreendida uma Pick-up Strada preta, a qual a placa é clonada e pertence a um Celta prata. O Celta foi registrado no nome da esposa do militar. A mulher e um casal conhecido do militar também foram detidos para averiguações.

No momento da prisão do cabo, os suspeitos ligaram para o militar para avisar sobre a presença da polícia. O casal conhecido do policial já tinha passagem pela polícia por receptação e roubo de veículos. Em frente ao prédio do policial, de 38 anos, foi encontrado um Fiat Palio preto roubado no mês passado no bairro JK, em Contagem, na Grande BH.
De acordo com o capitão Charles Clemencius Diniz Teixeira, o cabo e os outros três detidos não falaram nada sobre a acusação de clonagem de veículos.

O quarteto foi encaminhado à Delegacia do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN/MG). O cabo foi autuado em flagrante por formação de quadrilha, adulteração de veículo e receptação dolosa. Os outros três presos foram autuados por formação de quadrilha e receptação dolosa.
Segundo a assessoria de imprensa da PM, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil e pela Corregedoria da PM, que abriu processo administrativo para apurar as denúncias.
Atualizada às 07h32.

Nenhum comentário:

Postar um comentário