Cabo morre após ser baleado durante serviço em universidade de Florestal

Policial foi atingido por um tiro no peito enquanto estava dentro de viatura
OtempoOnline

Um cabo lotado no 3º Esquadrão do Núcleo Equino de Reprodução (NER) da Cavalaria da Polícia Militar de Florestal, na região Central de Minas, foi morto durante o período de serviço na madrugada desta sexta-feira (24). Por volta de 0h30, o policial foi baleado no peito e morreu na hora. O crime ocorreu nas dependências do campus Florestal da Universidade Federal de Viçosa (Cedaf), que é localizada às margens da LMG-818, no km 06. O cabo, de 46 anos, foi baleado depois que dois homens armados e encapuzados renderam dois vigilantes desarmados da instituição de ensino.

Segundo o cabo Antônio Vigilato do 4º Pelotão da 7ª Companhia Independente de Igarapé, a dupla rendeu os vigias depois que entrou pela porta da cozinha do posto de vigilância da faculdade, que fica dentro do campus.  "Ao notar que os colegas haviam sido rendidos, o policial, que estava dentro da viatura, gritou e, de imediato, foi baleado. Encontramos o corpo do cabo no banco passageiro do carro", conta Antônio Vigilato . Após o crime, os criminosos fugiram sem roubar nada. Os dois vigilantes não souberam informar à polícia como a dupla fugiu.


Depois do trabalho da perícia, o corpo do policial, que era casado e morava em Mateus Leme, na Grande BH, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Betim. O  caso será investigado pela Polícia Civil e a intenção dos bandidos ao invadir a universidade ainda é desconhecida. Há suspeita que eles entraram no campus para fazer um assalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário