Policial militar pode ter sido morto a mando da ex-mulher com ajuda de dona de centro espírita


Hoje em Dia
Seis suspeitos de matar um policial militar – entre eles a dona de um centro espírita e a ex-mulher da vítima - serão apresentados nesta quinta-feira (2) pela Polícia Civil, em Sete Lagoas, na região Central do Estado. O crime ocorreu no dia 4 de junho, em Funilândia, quando um cabo da Polícia Militar, de 57 anos, foi encontrado em casa morto com um tiro na cabeça. Ele era policial reformado e, conforme as investigações a ex-mulher do policial seria a mandante do crime. Ela teria contado com a ajuda da dona de um centro espírita, da filha da mulher, e de outras quatro pessoas. Além disso, um adolescente estaria envolvido no crime. Apenas um homem continua foragido, mas ele já foi identificado. Os seis suspeitos foram presos e o adolescente apreendido. Os delegados Osvaldo Wiermann Junior e Marco Antônio darão detalhes sobre as investigações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário