Suposto Coronel reformado do Exercito aponta arma para gerente de loja no Santa Lúcia

Hoje em Dia
Policiais militares estão em um estabelecimento comercial na avenida Raja Gabaglia, altura do bairro Santa Lúcia, região Centro-Sul de Belo Horizonte, onde um homem, que se identificou como coronel reformado do Exército, sacou uma arma após discutir com a gerente. Várias pessoas que estavam no local teria ficaram apreensivas com a atitude do homem. No entanto, não houve disparos. A PM informou ainda que a discussão teria começado após o coronel se irritar com a suspenção do serviço de monitoramento de segurança do veículo dele. O homem e a gerente se desentenderam ocorrido após um desacordo entre as partes, no qual o cliente se irritou porque o monitoriamento de segurança do seu veículo havia sido suspenso sem motivo. No entanto, a gerente disse a polícia que isso aconteceu porque ele estava inadimplente. Ele foi contido pelos militares do 22° BPM, e deve ser levado a delgacia para prestar esclarecimentos.

De Acordo com o Jornal Otempo

Um prestador de serviços do Exército ameaçou de morte uma gerente de loja na manhã desta sexta-feira (14) no bairro Santa Lúcia, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. A vítima, que administra um comércio de monitoramento veicular localizada na avenida Raja Gabaglia, pediu ajuda para a polícia depois de ter tido um desentendimento com o cliente, que estava armado com um revólver de calibre 32. A briga foi motivada por desacordo comercial. De acordo com a Polícia Militar, após gritar e até bater na mulher, o homem sacou a arma dele e ameaçou a funcionária de morte. Colegas e clientes que estavam no estabelecimento ficaram muito assustados.

Os militares do 22º batalhão conseguiram desarmar e prender o homem. A vítima que foi agredida com pontapés não precisou de socorro médico.

O trânsito nessa região ficou lento com o acúmulo de várias viaturas policiais no local.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Seccional Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário