Durante sequestro relâmpago, prefeito de Congonhal é agredido, amordaçado e amarrado em árvore


FOTO: DIVULGAÇÃO/PMMG
Material apreendido com os criminosos
OtempoOnline
O prefeito de Congonhal, no Sul de Minas Gerais, viveu momentos de terror nesse domingo (16). O político, Rubens Vilela, de 51 anos, foi vítima de sequestro relâmpago e brutalmente agredido. Os quatro autores do crime - dois homens de 18 anos, outro de 20 e um adolescente de 16 - foram detidos. De acordo com a Polícia Militar, o prefeito foi abordado por três dos criminosos no momento em que entrou no Fiat Strada dele, que estava estacionado na avenida Mario Silveira, no centro da cidade.

Armado, o trio anunciou o assalto e obrigou o político a passar para o banco de trás da caminhonete. Em seguida, o homem foi levado como refém até a cidade de Pouso Alegre, onde os criminosos pegaram a BR-381 e seguiram no sentido do bairro São Fernando. Durante o caminho, o prefeito foi agredido com socos e chutes, além de ter sido ameaçado de morte por diversas vezes.

Conforme a vítima relatou aos policiais, os criminosos queriam dinheiro, mas ele disse que não tinha. Com a negativa do político, os bandidos roubaram vários pertences dele, como uma corrente de ouro, um relógio, uma aliança de ouro, uma carteira, R$ 20 e documentos.

Após subtrair os pertences do prefeito, os criminosos pararam o veículo na BR-459, no bairro São Fernando. Em seguida, o prefeito foi novamente agredido com socos, chutes e coronhadas, amordaçado e abandonado amarrado em uma árvore. Antes de fugir com o carro da vítima, um dos assaltantes ainda esganou o político, que desmaiou. Depois de recuperar os sentidos, o prefeito conseguiu se soltar ao morder a corda com a qual foi amarrado.

Mesmo muito ferido, o prefeito caminhou até uma casa, cujo dono não acreditou na versão dada por ele, mas acionou a polícia. Pouco tempo depois, o político foi encontrado pelos policiais e levado para o Hospital Samuel Libânio. Por meio da realização de rastreamento, os policiais encontraram os detidos e a caminhonete do prefeito na rua Alferes Augusto Gomes Medela, no bairro São João. O quarteto foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Pouso Alegre. A arma usada no sequestro relâmpago foi apreendida e os pertences da vítima recuperados. Três celulares foram recolhidos com o grupo. O prefeito, que é filiado ao PMDB, é candidato à reeleição na cidade nas eleições 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário