Soldado da PM é morto a tiros na favela da Rocinha


Hoje em Dia
Foi morto a tiros na madrugada desta sexta-feira (14) um soldado da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O militar estava com mais três policiais durante um patrulhamento a pé quando foi atingido pelos disparos. Identificado como Diego Bruno Barbosa Henriques, o policial com o grupo entrou em uma localidade conhecida como Terreirão, quando foi surpreendido por um dois homens armados. De acordo com a Polícia Militar, o soldado, que tinha apenas um ano de corporação, chegou a ser levado para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul, onde morreu. Os criminosos conseguiram fugir. O policiamento foi reforçado na comunidade.


Pacificação na Rocinha

A Favela da Rocinha, na Zona Sul, deve receber a 19ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio de Janeiro ainda este ano. A comunidade está ocupada por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e batalhão de Policiamento de Choque (BPChq) desde novembro do ano passado.


Outro caso

O policial Rodrigo Alves, de 33 anos, foi outra vítima de criminosos na comunidade. Ele morreu no dia 4 de abril durante um patrulhamento a pé na comunidade. Na época, Rodrigo também chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário