Trio fura buraco em parede de banheiro de loja para furtar lotérica e é detido no bairro Carmo

Bandidos conseguiram arrombar cobre com o auxílio de um maçarico 
OtempoOnline

Uma denúncia anônima resultou na prisão de dois homens, de 26 e 41 anos, e na apreensão de um adolescente, de 15, na madrugada desta quarta-feira (12) no bairro Carmo, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar, o trio furtou uma casa lotérica localizada na rua Grão Mogol e furou um buraco na parade do banheiro de uma loja que fica ao lado do estabelecimento comercial para ter acesso ao local.

Por meio das informações do denunciante, os militares do 22º batalhão avistaram um carro escuro trafegando pela contramão na rua Grão Mogol e, em seguida, cruzando a avenida do Contorno e seguindo em direção ao centro. Poucos minutos depois, os policiais viram um Siena também de cor escura parado na esquina entre as ruas Outono e Grão Mogol. Após um tempo de observação, o adolescente apreendido foi visto saindo desse veículo.


Ao ser abordado, o garoto não soube explicar o que estava fazendo no local e afirmou ser morador de Itaúna, no Centro-Oeste de Minas. Porém, depois de buscas pessoais, foram encontradas várias moedas enroladas com durex no bolso dele. Após vistoria dentro do Siena, que estava aberto e com a chave na ignição, os militares localizaram alguns malotes de dinheiro com o endereço de uma casa lotérica.

Já na porta do estabelecimento comercial, os policiais escutaram um barulho de barra de ferro caindo vindo da loja que fica ao lado da lotérica. Ao conferirem o que estava acontecendo, os militares perceberam que a porta do estabelecimento estava apenas encostada e entraram no local.

Os outros dois presos, que ainda tentaram fugir, foram achados dentro da casa lotérica, que estava alagada. Conforme a PM, foi descoberto que o buraco que o trio fez na parede do banheiro interrompeu a rede elétrica da lotérica, o que provavelmente fez com que o alarme não tocasse. Além disso, a perfuração rompeu o encanamento e provocou um vazamento. Alguns cheques foram encontrados caídos no chão da casa lotérica e os criminosos conseguiram abrir o cofre com o auxílio de um maçarico. Todos os materiais usados no arrombamento e o dinheiro furtado, pelo menos R$ 10 mil, foram recuperados.

Durante a prisão, o preso de 41 anos fingiu que estava passando mal e teve que ser levado para o Hospital Pronto Socorro João XXIII, onde a farsa foi descoberta. O bandido forjou ter sofrido uma crise de asma e até apresentou uma bombinha aos militares. Os suspeitos, que já tinham passagem pela polícia, foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH). O Siena foi apreendido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário