Após execução de PM, 8 são mortos na Grande São Paulo

Dois deles são suspeitos de matar soldado; Polícia Civil vai investigar relação entre os casos
R7

Mortes TaboãoOito homens foram mortos entre a noite de segunda-feira (8) e a madrugada desta terça-feira (9), após um policial militar ser executado a tiros em um posto de gasolina na cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo. As mortes ocorreram em um período de cinco horas e meia. Entre os mortos estão dois suspeitos de matar o policial, que foram perseguidos pela PM até a cidade de Embu das Artes, município vizinho. Eles morreram depois de uma troca de tiros porque reagiram à abordagem policial.
O soldado Hélio Miguel Gomes de Barros, de 36 anos, foi morto na estrada Kizaemon Takeuti, no Jardim Panorama, por volta das 22h desta segunda-feira (8). A vítima estava em seu carro, um Polo preto, quando foi abordada por dois criminosos que ocupavam uma moto. Os bandidos não teriam dito nada antes de atirar no policial. A vítima ainda foi levada para o Pronto-Socorro da Antena, mas não resistiu aos ferimentos.
Após matar o PM, os bandidos fugiram em direção a Embu das Artes, município vizinho. Policiais que faziam patrulhamento de moto localizam os criminosos ainda na estrada Kizaemon Takeuti. Houve perseguição até a cidade de Embu, que terminou em tiroteio na rua Babilônia. Os dois suspeitos foram baleados. Um deles morreu no local e o outro ao dar entrada em um hospital da região.
Dois homens foram executados a tiros na rua João Antônio da Fonseca, no Parque Pinheiros, em Taboão da Serra, Grande São Paulo, na madrugada desta terça-feira (9). O crime aconteceu a cerca de um quilômetro do local onde um policial militar foi assassinado dentro de um posto de gasolina quatro horas e meia antes.
O duplo homicídio teria ocorrido por volta das 2h30. Uma das vítimas foi encontrada caída na via pública, enquanto a outra estava sobre a calçada. Elas já estavam mortas no local. A Polícia Militar não conseguiu encontrar testemunhas do crime.
Logo em seguida, três pessoas foram baleadas na rua Tereza Montez Sanches, que também fica a pouco mais de um quilômetro do posto de gasolina onde o soldado da PM foi assassinado. Segundo testemunhas, as  vítimas foram baleadas por criminosos que estavam em um Fiat Stilo prata. Um homem morreu e os outros dois feridos foram levados para um hospital da região.
Pouco antes das 3h30, um homem foi assassinado na rua Nicolau Gentile, localizada a menos de um quilômetro do local da execução do PM. Os atiradores ocupavam um Ford Fiesta preto e também acertaram duas pessoas que estavam ao lado da vítima. Os feridos foram socorridos.
Quase no mesmo horário, mais dois homens foram encontrados mortos na rua Sati Nakamura, no Jardim São Judas Tadeu, segundo a Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra. O local fica a cerca de 2,5 quilômetros do posto de gasolina onde o PM sofreu o atentado.
A Polícia Civil vai investigar se, com exceção dos dois suspeitos mortos em confronto com a PM em Embu, as outras seis mortes têm alguma relação com o assassinato do soldado da PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário