PF anuncia fim da greve de 70 dias em todo o país e retomada de atividades a partir de amanhã


Uol
A Polícia Federal anunciou o fim da greve de 70 dias e o retorno às atividades a partir desta terça-feira (16) em pelo menos 22 Estados. O balanço foi divulgado na tarde de hoje (15) pela Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais) e deverá abranger outras unidades da federação até o final do dia, já que nem todas as assembleias pelo país foram finalizadas.
Segundo um dos diretores da Fenapef, César Oliveira, Estados como Bahia, Sergipe, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Santa Catarina, além do Distrito Federal, já decidiram pelo fim da paralisação.

Já o presidente da federação, Marcos Wink, afirmou que, como a decisão federativa comtempla a maioria dos Estados, o fim da greve e a retomada dos trabalhos amanhã já é certo.
"Foi um movimento forte, entramos todos juntos e sairemos todos dele também juntos. Em termos de negociação, não evoluímos, mas sbemos que o governo tem por lema não negociar com categoria em greve", afirmou Wink, que completou: "Na útima quarta (10) tivemos uma conversa com o ministro da Justiça [José Eduardo Cardozo] e resolvemos fazer uma aposta de que, sem greve, a negociação vai avançar".
Para o sindicalista, decisões judiciais obtidas pelo governo contra os grevistas "é claro que esvaziaram o movimento". Em uma delas, a Justiça impôs mais que os 30% de efetivo que vinha atuando em áreas específicas.
A primeira liminar a impactar na greve, contudo, foi a que proibiu as operações-padrão em aeroportos e que eram a forma mais incisiva de manifestação dos grevistas.
O STJ (Superior Tribunal de Justiça) chegou a emitir liminar a favor do Ministério da Justiça e com imposição de multa diária às entidades grevistas, que recuaram das operações-padrão e mantiveram 30% do efetivo atendendo casos de urgência, nas emissões de passaportes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário