Operação Impacto termina com 167 presos na Região Metropolitana de BH


operação impacto
Policias fazem fiscalização em estabelecimentos nos Centro da capital mineira

Do hoje em dia
Mais de duas mil pessoas foram abordadas pela polícia e 167 terminaram presas durante a Operação Impacto, realizada de quinta-feira (25) até sábado (27), na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que mais de 2.500 policiais militares e civis foram empenhados na ação.

Durante a operação, 68 munições, uma granada GL 306, um colete a prova de balas, uma espada samurai, um binóculo, quatro balanças de precisão, um simulacro de arma de fogo, 30 aparelhos celulares, oito relógios, documentos e cartões de crédito e débito, um rádio, um computador, uma impressora, uma TV, duas correntes de metal, uma lente, um canivete, um toca CD/DVD, uma pistola de pressão e R$ 12.731,90.
 
Dos 1.768 veículos fiscalizados, 57 foram apreendidos. A operação Impacto apreendeu, ainda, 27 armas de fogo, 4 armas brancas, 1.534 pedras e 100 gramas de crack, 18 tabletes e 93 buchas de maconha, 220 dolas e 2,03 quilos de cocaína. 
 
Oitenta e quatro mandados de prisão foram cumpridos, 107 autos de infração de trânsito emitidos, quatro carteiras de habilitação e um certificado de registro de licenciamento de veículos foram apreendidos. Quarenta e nove estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e dois hotéis foram interditados. 
 
Integração
 
A operação Impacto foi realizada em parceria entre a Seds, a Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, o Ministério Público e o Poder Judiciário. Entre os dias 25 e 27 de abril, os policiais fizeram fiscalização a estabelecimentos comerciais e prostíbulos, cumprimentos de mandados de prisão e de busca e apreensão, além de operações conjuntas de identificação e prisão de flanelinhas. Foram realizadas, também, blitze de trânsito com foco no desarmamento, intensificação do patrulhamento preventivo, incursões em aglomerados e batidas policiais em casas noturnas e bares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário