Advogada é presa dirigindo bêbada, desacata PM e diz ser mulher de desembargador

Mulher desobedeu ordem de parada e fugiu da viatura

R7
Uma mulher de 44 anos foi presa na madrugada desta sexta-feira (24) dirigindo embriagada na av. Silva Lobo, bairro Calafate, região oeste de Belo Horizonte. A advogada Rosângela Prado de Oliveira foi abordada pelos militares depois de ser vista fazendo zigue zague na via e avançar semáforos na região.
Ao notar a presença da viatura, Rosângela tentou fugir e se negou a fazer o teste do bafômetro. No entanto, de acordo com a PM, ela tinha sinais claros de embriaguez, como olhos vermelhos e hálito etílico. Na delegacia, a mulher desacatou os militares, gritou e alegou que não poderia ser presa porque é esposa de um desembargador. A motorista foi encaminhada para o Detran, onde será registrada a ocorrência.

2 comentários:

  1. Aconteceu comigo algo parecido, abordamos um veículo conduzido pela esposa de um desembargador que era passageiro e ao solicitarmos os documentos obrigatórios no CTB esta nos apresentou uma CNH vencida a mais de 30 dias, quando estávamos tomando as providências cabíveis o desembargador tentou intervir usando de sua posição, porém a condutora com muita dignidade o repreendeu dizendo que o que estávamos fazendo era perfeitamente legal e moral, ficando o desembargador totalmente sem chão.

    ResponderExcluir
  2. vagabunda. carteira da OAB não da superpoderes a ninguem. aprende essa. e ninguem, homem ou mulher esta acima da lei. e esposa de desembargador não é desembargadora só pra lembrar

    ResponderExcluir