ASPRA vai propor alteração na resolução da carga horária na PM de MG


– ASPRA PM/BM vai formalizar junto ao Comando Geral da Polícia Militar de Minas Gerais proposta de alteração da Resolução 4251/2013, no que tange às escalas de serviço.
Antes de tudo, a ASPRA reconhece a coragem do Comandante Geral, Coronel Márcio Martins Sant Ana, em regulamentar a carga horária para todos os militares em todas as atividades em no máximo 40 horas semanais. “Essa é uma reivindicação formalizada pela ASPRA há mais de 20 anos. Fez parte de todas as pautas de negociações e reivindicações junto ao Governo, e, somente agora foi atendida, e o que é bom, pois é fruto de uma decisão do Comando, orgânica, portanto”, disse o presidente da ASPRA, Cabo Marco Antônio Bahia Silva.
Contudo, a forma de implementação dessa carga horária desagradou, para não dizer que revoltou a maior parte dos policiais militares. A mensuração feita a partir das abordagens feita junto a ASPRA nos permite afirmar que a medida caiu como um “balde de água fria” na motivação dos militares. A Avaliação mais comum é em relação à rigidez da carga horária dos turnos de 6, 8 e 12 horas. A título de exemplo, a escala de 3x1 e 4x2, no turno de 8 horas, impõe que o militar demore pelo menos 45 dias para ser contemplado com uma folga no final de semana.
“A carga horária máxima de 40 horas semanais é uma luta histórica da ASPRA e estamos comemorando. Sua conquista, porém, não pode representar um retrocesso na conquista de uma escala mais humanizada. O convívio familiar é fundamental para o equilíbrio emocional do policial militar, e, a escala deve ser pensada também como instrumento indutor dessa possibilidade”, ressaltou Cabo Bahia.

fonte aspra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário