Jovem estupra duas mulheres, é agredido por populares e preso em Santa Luzia

Um dos abusos foi cometido na frente da filha de 5 anos da vítima

OtempoOnline
Um homem de 19 anos foi preso por ter estuprado duas mulheres em menos de uma hora, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Henrique Sander Rodrigues Costa foi detido depois de ser agredido por populares, que presenciaram o último abuso sexual. O primeiro crime foi cometido na frente da filha de 5 anos de Degiane Taís da Costa Sal, de 23.

Segundo relatos da jovem aos militares do 35º Batalhão da Polícia Militar, por volta de 22h10 dessa quinta-feira (10), Henrique Sander a abordou pelas costas no momento em que caminhava com a filha pela rua Tangará, no bairro São Cosme. Em poucos minutos, o estuprador segurou Degiane Taís pelo pescoço e fez ameaças contra ela. Com muito medo, a jovem ofereceu o celular para o criminoso, que negou querer o aparelho de telefone e levou mãe e filha à força até uma garagem escura.

Já dentro do cômodo externo, Henrique Sander mostrou o pênis para a vítima e tocou as partes íntimas dela. Assustada, a filha de Degiane Taís começou a gritar e chamou a atenção de moradores, que acenderam as luzes e fizeram com que o estuprador liberasse mãe e filha. Antes de fugir correndo, Henrique Sander ainda teve a audácia de mandar a criança ficar calada e fazer novas ameaças contra a mãe, caso ela contasse sobre o abuso sexual para alguém.
A segunda vítima de Henrique Sander foi Leidiane Gomes Farias, de 20 anos, que foi abordada por volta de 23h dessa quinta. A jovem foi surpreendida também pelas costas e quando caminhava pela rua Senhor do Bonfim, que fica bem perto do local onde a primeira vítima foi atacada.

Segundo depoimento de Leidiane Gomes aos policiais, Henrique Sander tentou enforcá-la e a arrastou até um terreno baldio. Em seguida, a vítima deu um soco no rosto do criminoso e correu. Porém, Henrique Sander conseguiu alcançar a jovem e, com muita agressividade, jogou a vítima ao chão, tirou a blusa dela, e passou a mão nas partes íntimas da mulher. Nesse momento, Leidiane Gomes gritou por socorro e acordou alguns populares, que acenderam as luzes e saíram de casa na tentativa de ajudar a vítima. Ao notar a presença dos moradores, Henrique Sander tentou fugir correndo, mas foi impedido pelos populares, que o agrediram com muitos socos e chutes.

A agressão foi flagrada pelo soldado Douglas. O militar, que é lotado na 69ª Companhia do 35º Batalhão e estava a caminho do trabalho, deu fim a agressão popular e prendeu o jovem. Henrique Sander precisou receber atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito e, posteriomente, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia. O detido, que mora na capital mineira, foi reconhecido pelas duas jovens estupradas e preferiu não falar nada sobre os crimes cometidos por ele.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário