Mais um policial civil é preso por suspeita de participação em série de crimes no Vale do Aço

Agente estava em Nova Lima; polícia deve nomear mais um delegado para a cidade
Rodrigo Neto foi morto em emboscada no dia 8 de marçoDivulgação/ Vanguarda AM

R7
Mais um policial civil foi preso suspeito de participar de 14 crimes em Ipatinga e outras cidades do Vale do Aço. Nesta sexta-feira (11), um agente foi preso em cumprimento de mandado de prisão em Nova Lima, na Grande BH. O cargo e o nome do policial não foram informados pela Corregedoria da Polícia Civil.
morte dos jornalistas Rodrigo Neto eWalgney Carvalho desencadeou investigações contra policiais. Rodrigo denunciava em reportagens assassinatos sem solução cometidos por agentes que participavam de grupos de extermínio. A Corregedoria confirma que agentes públicos praticaram o assassinato. Até agora, são 10 pessoas presas. Entre eles, há seis policiais civis e um militar. Um médico legista foi solto a pedido da própria corporação.

O chefe da Polícia Civil, Cylton Brandão, deve designar até o fim de maio mais um delegado para a cidade, para reforçar as investigações. Nesta semana, três investigadores que atuavam no 11º Departamento foram deslocados para a delegacia regional.
As mudanças seguem a série de mudanças iniciada em abril, quando o delegado-corregedor Elder Dângelo assumiu a chefia do departamento, no lugar de José Walter da Mota Matos. Também houve troca de delegado regional: Irene Angélica Franco e Silva Guimarães assumiu o cargo em substituição a Gilberto Simão de Melo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário