Mineirão passa por teste de resgate e segurança em eventos

simulação no mineirão
Policiais militares e bombeiros
 coordenam “socorro” às vítimas

Do Hoje em dia
Depois do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, foi a vez de o Mineirão ser palco de uma operação simulada de resgate, entre Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Samu. A ação, com apoio de profissionais franceses, mobilizou cerca de 250 homens, que tinham como objetivo agir de forma coordenada em caso de acidentes – como realização de triagem, estabilização e remoção de feridos.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge Marques, o teste serviu para observar como as equipes agiriam em caso de uma tragédia real. “Pudemos avaliar a interação e cada atividade dos órgãos envolvidos em uma situação de resgate”.
 De acordo com o major Waldeci Rodrigues, os profissionais mobilizados são capazes de socorrer de 150 a 200 vítimas, mas, em caso de necessidade, é possível acionar reforços. “É um trabalho que conta também com a participação da BHTrans, que irá coordenar o tráfego até os hospitais. Tudo é coordenado pelo Centro de Comando Central no governo”, afirma o major.
 
Volume
 
De acordo com a SES, hospitais de pronto-socorro como o João XXIII (HPS), Risoleta Neves e Odilon Behrens estão prontos para disponibilizar 40 leitos em menos de uma hora, desde o início da ocorrência. Segundo o vice-presidente de relações internacionais dos Hospitais de Paris, Pierre Herbaux, o conceito de triagem é utilizado há mais de 200 anos na França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário