Ônibus abandonado vira ponto de drogas e sexo

População do local reclama da sujeira e da sensação de insegurança

FOTO: ALEX DE JESUS
Tempo. Situação ocorre há dois anos; veículo é utilizado por mendigos que vivem em lote vago
OtempoOnline
Há dois anos, um ônibus de viagem permanece abandonado na esquina da avenida Hum com a rua H, no Conjunto Água Branca, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O que, à primeira vista, parece um descaso, revela-se uma situação de risco por causa de um grupo de moradores de rua que se apropriou do veículo para usar drogas, fazer sexo e até para se prostituir durante a noite e a madrugada.

A reportagem de O TEMPO esteve no local e constatou que os moradores da região são abordados frequentemente por quatro mendigos, que ocupam um lote vago ao lado do veículo. Segundo um estudante de 17 anos, que mora próximo ao local, há oito meses, os mendigos utilizam o ônibus. "Eles guardam várias coisas aí dentro e, às vezes, saem de dia oferecendo para as pessoas cadeiras, skates, camisas, qualquer coisa para vender a R$ 5 ou R$ 10. Já me puxaram até pelo braço uma vez", disse.
À noite, porém, o veículo serve como ponto de encontro para o uso de drogas. Com medo de sair de casa após as 22h, a aposentada Marli Vieira Santos, 68, reclama do constrangimento causado pelos moradores de rua. "Já vi, por várias vezes, esses mendigos usando drogas e até dizendo que iriam fazer sexo lá dentro do ônibus. A rua fica malvista e perigosa, tem gente que evita parar carro aqui ou, até mesmo, visitar a gente", reclamou.

Prostituição. Além disso, até mesmo ofertas de prostituição dentro do veículo são feitas sem cerimônia. Segundo um estudante de 13 anos que mora no bairro, os ocupantes do ônibus chegaram a abordá-lo para oferecer programas sexuais com duas mulheres que aguardavam clientes dentro do veículo. "Eles me chamaram num canto quando eu estava passando e disseram que eu poderia ficar com as mulheres que estavam lá dentro por R$ 20. Fui embora porque achei tudo muito estranho", contou o menor.

Durante o dia, o ônibus abandonado passa a maior parte do tempo fechado apenas por uma escora de madeira improvisada na porta. Dentro do veículo, além de um forte mau cheiro e muita sujeira, várias latas de cerveja vazias, caixas de papelão e roupas velhas foram encontradas pela reportagem. Ninguém do grupo que ocupa um lote vago próximo de onde o ônibus está estacionado quis comentar a situação.




RESPOSTA
PM promete verificar a situação
A Polícia Militar (PM) informou que foi notificada sobre o ônibus em janeiro deste ano, durante reunião com moradores, mas que não houve queixa da presença intimidadora de mendigos. Porém, o tenente Marcone Geraldo, da 43ª Companhia do 39º Batalhão, disse que a PM irá averiguar a situação. 

A Prefeitura de Contagem informou que o ônibus não pode ser removido porque está estacionado em local regular, mas que o Executivo estuda regulamentar a remoção de veículos abandonados em vias públicas que configurem risco à saúde e à segurança da população. (LS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário