Operação cumpre 14 mandados de prisão contra policiais envolvidos em morte de jornalistas

Até o momento, um deles já foi detido em cidade vizinha à Ipatinga
jornalistas
Jornalistas teriam informações sobre
 envolvimento de policiais em crimes na região

R7
Cerca de 40 policiais civis de Belo Horizonte seguiram em direção a Ipatinga, no Vale do Aço, por volta da meia-noite desta quarta-feira (8) para cumprir 14 mandados de prisão contra policiais suspeitos de envolvimento na morte de dois jornalistas da cidade. Por volta de 3h, um policial foi preso no bairro Águas Claras, na cidade de Santana do Paraíso, vizinha à Ipatinga e levado para a delegacia. Além dele, outros cinco policiais já foram presos até o momento. Eles são suspeitos de participarem de 20 assassinatos na região.

Crimes
O radialista Rodrigo Neto foi morto com cinco tiros no dia 8 de março, em Ipatinga. Trinta e sete dias após a morte de Neto, o fotógrafo freelancer Walgney Assis Carvalho foi assassinado em um pesque-pague da cidade.  Os dois crimes desencadearam uma onda de pânico entre os profissionais da área na região, que cobram esclarecimentos quanto ao caso. O jornalista morto teria um dossiê com informações sigilosas sobre suspeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário