Primeiro dos 30 rabecões comprados pela Polícia Civil vai começar a circular na Grande BH

DO SITE DEPUTADO SARGENTO ROGRIDUES
Aos poucos, a Polícia Civil de Minas Gerais tenta acabar com o caos na remoção de corpos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nos próximos dias, o primeiro de 30 rebecões comprados pela corporação para atender as demandas da Grande BH começará a circular. Os novos veículos custaram R$ 4,3 milhões. Para atender as 34 cidades da Grande BH, a polícia conta com seis rabecões. Apenas Betim tem um veículo próprio. A situação ficou crítica em alguns municípios, com a falta de carros preparados para o serviço. Algumas famílias chegaram a esperar 20 horas para ter o cadáver de um parente recolhido. A região chegou a ficar com apenas um veículo.
Os novos rabecões devem começar a circular no segundo semestre. Eles também irão fazer os serviços em algumas cidades do interior do Estado. De acordo com a Polícia Civil, o processo para compra dos 30 veículos já foi concluído e a empresa vencedora já assinou o contrato no início de abril.
Edital será republicado
Juntamente com a compra dos novos veículos, a Polícia Civil lançou um edital para a terceirização do serviço de de remoção de corpos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Duas empresas que se inscreveram para executar o trabalho nas cidades dos lotes 2 e 3 (confira abaixo os municípios de cada lote) tiveram os documentos aprovados pela Comissão Especial de Credenciamento Público da corporação para prestar o serviço. Elas vão seguir no processo.
Porém, o lote 1 - que contempla apenas a capital mineira -, e o lote 4, que abrange 17 cidades, não tiveram concorrentes. Por causa disso, o edital foi republicado. Para a Polícia Civil, a demanda burocrática para participar da licitação e o caráter inédito de terceirização deste tipo de serviço na administração pública podem justificar o fato das duas regiões não terem sido contempladas.
Jada - Pax Assistência Familiar da Funerária São José Ltda se candidatou a atender 17 cidades do lote 2: Florestal, Juatuba, Mateus Leme, Igarapé, Betim, São Joaquim de Bicas, Mário Campos, Sarzedo, Ibirité, Brumadinho, Itatiaiaçu, Rio Manso, Moeda, Crucilândia e Piedade dos Gerais. Já a Funerária Cintra Ltda pretende atuar nas cidades do lote 3: Contagem, Esmeraldas, Ribeirão das Neves, Vespasiano, São José da Lapa, Pedro Leopoldo, Confins, Matozinhos e Capim Branco.
João Henrique do Vale
Portal Uai/EM.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário