Polícia Federal prende ex-policial civil com suspeita de envolvimento em roubo de cargas

Homem abandonou a corporação e trabalhava como caminhoneiro autônomo no Triângulo Mineiro
R7
O envolvimento com quadrilhas que desviavam cargas de caminhões levou um ex-policial civil para a cadeia nesta quinta-feira (6) em Uberaba, no Triângulo Mineiro. A operação Piratas das Estradas, da Polícia Federal, foi desencadeada em sete Estados para o cumprimento de 35 mandados de prisão. Em Minas Gerais, o ex-policial civil Rogério Firmino, 34 anos, teve a prisão preventiva decretada. Ele foi afastado da corporação em 2007, por abandono de trabalho, mas o ato de desligamento só foi assinado em 2012, segundo o delegado Glorivan Bernardes.

— Desde que saiu da polícia, ele trabalhava como caminhoneiro autônomo e, segundo as investigações, se envolveu no desvio de cargas roubadas. O suspeito, que tentou fugir e foi encontrado na casa de uma vizinha, está à disposição da Justiça mineira. Segundo a Polícia Federal, as quadrilhas armam cercos em rodovias e sequestram caminhoneiros para roubar produtos eletrônicos, máquinas e materiais de construção. O prejuizo pode ter chegado a R$ 50 milhões.

Para evitar o rastreamento dos veículos, a quadrilha usava potentes bloqueadores de celulares. Agentes da PF ainda apuram o envolvimento de funcionários de empresas de monitoramento e segurança eletrônica no esquema criminoso. Até o momento, a corporação conseguiu recuperar cerca de R$ 3,6 milhões em materiais. O grupo vai responder por formação de quadrilha, furto qualificado, roubo, receptação qualificada e falsa comunicação de crime, entre outros. O nome da operação faz referência à maneira como a quadrilha atuava, que lembra a ação de piratas de antigamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário