Prefeito de BH propõe redução da tarifa do transporte coletivo

Projeto será encaminhado
 para a Câmara Municipal
O projeto está sendo elaborado pela prefeitura e será apresentado nesta quinta-feira (20)
R7
A prefeitura de Belo Horizonte anunciou nesta quarta-feira (19) que vai enviar para a Câmara Municipal um projeto de lei que pode reduzir as tarifas do transporte coletivo na capital mineira.
Em nota, a assessoria do órgão informou que o prefeito Marcio Lacerda vai propor a isenção do Imposto Sobre Serviços (ISS) na incidência dos custos do transporte. A medida tem como objetivo tentar viabilizar a redução dos preços das passagens.
A prefeitura ainda está finalizando a elaboração do projeto e nesta quinta-feira (20) vai apresentar os detalhes da proposta. O valor da possível redução não foi informado.

O preço do transporte público foi a grande motivação para as manifestações que tomaram conta do Brasil nas últimas semanas. Desde o dia 1º de junho, as tarifas subiram de R$ 3 para R$ 3,20 na cidade de São Paulo, gerando grandes protestos na capital paulista.
Desde sábado, Belo Horizonte se juntou aos atos, que "não são só sobre os 20 centavos". Na segunda-feira,15 mil pessoas participaram da manifestação, que ocupou a praça Sete, no centro da capital, e a avenida Antônio Carlos, principal acesso ao Mineirão, que no dia recebia o primeiro jogo da Copa das Confederações na cidade. No fim da tarde, houve confronto entre os manifestantes e a Polícia Militar.
Nessa terça, um novo ato foi realizado na praça Sete e também na Antônio Carlos, em frente ao campus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Durante a noite, um grupo isolado, em atos de vandalismo, depredou bancos e prédios públicos, ateou fogo em sacos de lixo e saqueou lojas no centro de Belo Horizonte. Doze pessoas foram presas.
As manifestações continuam nesta quarta-feira. O grupo se concentrou na praça Sete e se dispersou em direção à praça da Estação e à sede da Prefeitura de Belo Horizonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário