Um dos suspeitos de estuprar a sobrinha de 10 anos é executado a pauladas no Pedreira Prado Lopes

O homem ainda não foi identificado pela falta de documentação; o crânio da vítima ficou afundado

OtempoOnline
Um homem foi executado a pauladas no fim da noite dessa quarta-feira (5), no aglomerado Pedreira Prado Lopes, na região Noroeste de Belo Horizonte. A Polícia Militar (PM) suspeita que a vítima seja um dos irmãos presos nessa terça-feira (4) suspeitos de estuprar uma sobrinha de 10 anos. Os dois chegaram a ser presos, mas foram ouvidos e liberados por ter passado o tempo do flagrante.De acordo com a PM, após denúncia, os militares encontraram o homem ainda com sinais vitais, semi nu, caído entre a rua Carmo do Rio Claro e o beco J. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Odilon Behrens, onde não resistiu e morreu.
Os ferimentos pelo corpo, principalmente na cabeça, possivelmente foram causados por pancadas com barras de ferro e pedaços de pau, segundo a PM. O crânio ficou afundado.Sem documentos, o homem não foi identificado. Também, nenhum familiar compareceu para reconhecer o corpo. No entanto, vizinhos da vítima o identificou como Gilberto Martins, de 28 anos.Como o crime de estupro é recente e causou grande revolta na região da Pedreira Prado Lopes, a principal suspeita da polícia é de que os vizinhos tenham cometido o crime.A ocorrência foi encerrada na 6ª Delegacia de Homicídios Noroeste e caso será agora investigado pela Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário