Vândalos jogam bombas em viaturas e roubam armas de banco durante protesto em BH

Ao todo, 46 pessoas foram detidas em mais um dia de manifestação na capital mineira
Do R7 MG, com Record Minas
Parte da agência bancária foi depredadaRecord Minas
Mais uma vez, uma manifestação que foi realizada em Belo Horizonte foi marcada por registro de vários atos de vandalismo. O protesto, que reuniu 50 mil pessoas nessa quarta-feira (26), começou na praça Sete, no centro, estendeu até as redondezas do Mineirão, na Pampulha, e só terminou depois que um grupo de manifestantes voltou para a região central da capital mineira ao anoitecer.


Durante o caminho de volta, um grupo de vândalos jogou bombas contra viaturas policiais, que ficaram bastante danificadas. Além disso, outros criminosos invadiram uma agência do Banco do Brasil localizada na avenida Antônio Carlos. Já dentro do banco, os bandidos renderam dois seguranças e roubaram três armas e muitas munições, que estavam guardadas dentro do cofre da instituição financeira.

Antes de fugir correndo, os vândalos ainda quebraram os vidros e parte da estrutura da agência bancária, que chegou ser protegida com tapumes.
De acordo com a Polícia Militar, 46 pessoas envolvidas em atos de vandalismo registrados durante a manifestação foram detidas nessa quarta.


Com o grande número de pessoas, os policiais apreenderam muitos artefatos explosivos, bolas de gude, máscaras, luvas, facas e aparelhos celulares com mensagens de incentivo à violência.

Só na região da Pampulha, sete concessionárias, uma lanchonete, uma agência do Banco do Brasil e a loja Telha Norte foram depredadas e parte incendiada. Alguns veículos foram furtados e outros queimados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário