Casal tem casa invadida por falsos policiais e homem morre atingido por 13 tiros no Jardim Alvorada

Homem morreu na hora; mulher de 24 anos foi baleada com dois tiros e está no HPS; nada foi roubado da residência

Um crime misterioso fez duas vítimas no bairro Jardim Alvorada, na região Noroeste de Belo Horizonte, na madrugada desta terça-feira (9). Um casal teve a casa invadida e foi baleado. Contudo, nada foi levado da residência. Motivação e autoria do crime ainda são desconhecidos pela polícia.Testemunhas relataram à Polícia Militar (PM) que dois homens pularam o muro da casa e bateram várias vezes na porta, alegando serem policiais. Como não foram atendidos, arrombaram a porta e foram direto aos quartos.
A dupla disparou 13 tiros contra Ronan Queiroz de Oliveira, 32. Sete balas acertaram as costas do homem, uma atingiu a mão direita, duas o braço direito e uma o esquerdo, uma a coxa direita e uma pegou de raspão na cabeça. Oliveira morreu na hora.
Kamila Cristina Apolinário, 24, também foi baleada. Os tiros acertaram o tórax e a cabeça da mulher. Ela foi socorrida com vida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII. Segundo a assessoria do hospital ela é paciente em estado grave, mas o quadro dela é estável. Ela respira sem ajuda de aparelhos e não corre risco de morte.
O pai e um irmão de Kamila estiveram no local e contaram à PM que um dos suspeitos é de cor clara, usava boné vermelho, parecia estar drogado e tem cerca 1,70 metros de altura. O outro estava vestido com bermuda, blusa marrom escura e teria fugido em um Celta azul.
Assim que estiver melhor, Kamila será ouvida pela polícia. As famílias das vítimas foram procuradas pela reportagem de O Tempo, mas não quiseram se pronunciar. Na região, onde o crime aconteceu, impera a lei do silêncio. A ocorrência foi registrada na 6ª Delegacia de Polícia Civil de Homicídios Noroeste.
Fonte:OtempoOnline

Nenhum comentário:

Postar um comentário