Mulher dá tapa no rosto de sargento na tentativa de impedir detenção de filhos ladrões em BH

Filhos da agressora assaltaram salão de beleza no bairro onde moram
Tabata Martins, do R7 MG
Desesperada com o fato dos dois filhos terem sido detidos, uma mulher deu um tapa no rosto de um sargento da Polícia Militar e ainda falou várias palavras de baixo calão para o policial no bairro Juliana, na região norte de Belo Horizonte, no final da noite dessa quinta-feira (4). A agressão ocorreu depois que os filhos de Silvana Oliveira Costa Silva, de 40 anos, assaltaram um salão de beleza localizado na praça dos Touros, que fica perto da casa da família.
Armada com uma pistola  calibre 765, a dupla entrou no estabelecimento comercial, anunciou o assalto e recolheu celulares, chaves e R$ 127 do dono e clientes do salão. Em seguida, os ladrões usaram as chaves roubadas para ligar motocicletas que estavam paradas em frente ao estabelecimento comercial. Porém, os irmãos não conseguiram levar os veículos e ainda atiraram contra os pneus de um deles. Com a frustrada tentativa de roubo, a dupla tampou os rostos com capacetes das vítimas e fugiu correndo. Mas, nesse momento, uma viatura da Companhia Tático Móvel do 35º Batalhão de Polícia Militar passou pelo local e o militares suspeitaram dos dois homens correndo e usando capacetes.

Ao perceber a presença da polícia, os irmãos fugiram, mas  M.V.O, de 17 anos, foi cercado e apreendido. Com o adolescente, os policiais recolheram a arma usada no crime e recuperaram parte do dinheiro e pertences roubados. A detenção do garoto chamou a atenção de moradores do bairro Juliana, que reconheceram o detido e avisaram para a mãe dele. Em poucos minutos, Silvana foi até ao local para defender o filho e acabou agredindo o sargento Efraim Silva Dias. “Ela já chegou dizendo que o filho dela era inocente e que os policiais são todos vagabundos, além de fazer várias outras ofensas”, conta o policial agredido.

Silvana foi presa em flagrante por agressão e desacato e, durante conversa com ela e o filho adolescente, os policiais descobriram que o outro assaltante, Ronan Felipe  de Oliveira Costa, de 24 anos, havia ido para um albergue do bairro São Francisco, na região da Pampulha. O jovem, que cumpre medidas socioeducativas, foi preso na porta do albergue, onde os policiais o esperaram sair para fazer a detenção. “Ronan tem uma extensa ficha policial e não reagiu à prisão”, diz o sargento Efraim Silva. Silvana e os dois filhos foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA/BH).

Nenhum comentário:

Postar um comentário