Pedido de CPI mista para investigar obras da Copa já tem assinaturas suficientes

Era necessário que 171 deputados e 27 senadores concordassem, mas o número de apoiadores foi superior
A criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), para investigar supostos desvios de recursos públicos nas obras da Copa de 2014, já tem a quantidade suficiente de assinatura de deputados e senadores para ser criada. Nesta segunda-feira, a Mesa do Congresso concluiu a conferência do nome dos parlamentares no requerimento que apóia a medida. De acordo com o autor do pedido, deputado Izalci Lucas (PSDB-DF), após analisar 180 acórdãos do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre diversas obras da Copa, os documentos apontam indícios de superfaturamento. Era necessário que 171 deputados e 27 senadores concordassem, mas o número de apoiadores foi superior. Ao todo, 186 deputados e 28 senadores concordaram com a abertura de CPI mista. O pedido foi protocolado pelo deputado federal Izalci na quarta-feira da semana passada.


O requerimento precisa agora ser lido em sessão conjunta do Congresso, o que só deve ocorrer em 20 de agosto. Na ocasião, os parlamentares vão deliberar sobre os vetos presidenciais, mas a decisão sobre a leitura ou não do pedido cabe ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Até a meia-noite do dia em que for realizada a leitura, os parlamentares podem retirar ou incluir assinaturas, o que pode até mesmo inviabilizar a abertura da CPI mista.



Se aprovada, a CPI mista será destinada a apurar, no prazo de 180 dias, os fatos e responsáveis por possíveis irregularidades no uso de recursos públicos federais nas obras de infraestrutura da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil.


Com  Agência Senado / EM

Nenhum comentário:

Postar um comentário