Polícia Civil esclarece mortes de jornalistas no Vale do Aço

Rodrigo Neto e Walgney Carvalho teriam sido assassinados por grupo de extermínio de policiais
Quatro meses e meio após o assassinato do jornalista Rodrigo Neto, em Ipatinga, no Vale do Aço, a Polícia Civil concluiu as investigações sobre o caso. A morte será esclarecida em entrevista coletiva na terça-feira (11) no 12º Departamento de Polícia Civil da cidade.Também serão revelados o contexto da morte do fotógrafo Walgney Carvalho, morto a tiros um mês depois, e de 14 crimes cometidos por policiais na região, que eram objeto de investigação de Rodrigo.

A polícia realizou uma força-tarefa em Ipatinga, comandada pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) de Belo Horizonte. Neste período foram presas 15 pessoas - 10 são policiais civis ou militares.Um vereador foi indiciado por participar de fraudes no Detran. A cúpula da polícia na região também foi trocada: o subcorregedor Élder Dângelo foi nomeado chefe do 12º Departamento, enquanto Irene Franco foi nomeada delegada regional.
R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário