SP: Coronel Telhada diz que Alckmin trata PMs como bastardos

Coronel Telhada diz que Alckmin trata PMs como bastardos
As declarações de Telhada estão
 em seu perfil no Facebook
Vereador do PSDB e principal representante da bancada da segurança do partido, o coronel Paulo Adriano Telhada afirmou nesta quinta-feira (26) que o governo de Geraldo Alckmin não foi leal com a Polícia Militar e tratou seus integrantes como "filhos bastardos".

"Fico pensando como seria um dia de greve da Polícia Militar no Estado todo. Será que só dessa maneira, golpeando o governo e fazendo a população sofrer, é que se consegue o reconhecimento devido?", questionou o tucano.
As declarações de Telhada estão em seu perfil no Facebook. Elas dão a dimensão da crise entre o governo e a PM deflagrada pela decisão de Geraldo Alckmin de conceder aumento salarial diferenciado para delegados, investigadores e escrivães. Na quarta-feira, 25, o governador anunciou o fim da equiparação salarial entre as Polícias Civil e a Militar.

Os delegados devem ter 10,5% de reajuste neste ano e mais 15% no próximo, fazendo que o menor salário deles suba de R$ 7,5 mil para R$ 10 mil. Para as outras carreiras da Polícia Civil, os reajustes devem chegar a até 27%. Para a PM, nada foi anunciado. Só a promessa de estudar compensações. A decisão causou revolta entre oficiais da PM.


Nenhum comentário:

Postar um comentário