Mulher sobrevive após ser sequestrada e baleada 11 vezes na região central de MG

Polícia suspeita que pelos menos cinco pessoas estejam envolvidas no crime

Uma mulher sobreviveu após ser sequestrada e baleada 11 vezes em Barbacena, na região central de Minas Gerais. A polícia da cidade suspeita que pelo menos cinco pessoas estejam envolvidas no crime, mas ninguém ainda foi preso.
Priscila Assis Marino, de 28 anos, foi abordada pelos bandidos dentro de casa. Ela foi rendida e levada até a zona rural de cidade vizinha de Barroso, onde foi baleada e abandonada às margens de estrada.
Muito debilitada e caída em vala, a mulher foi achada por policias militares e levada até hospital, onde permanece internada. A vítima foi atingida no peito, ombros, braços, mãos, costas e nádegas, mas seu estado de saúde é considerado estável.
Hora antes do crime, o corpo de um homem, de 25 anos, foi localizado pela polícia na beira de um rio do município de Alfredo Vasconcelos, que fica perto de Barbacena. Ele foi baleado também por 11 vezes e a polícia não tem dúvidas de que os dois casos têm ligação e a mesma autoria. Flávio de Arimateia da Silva residia na mesma cidade que Priscila.
A motivação da tentativa de homicídio e homicídio ainda é um mistério e investigada pela Polícia Civil. (R7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário