No 3º dia de júri, ex-PMs acusados de mortes em BH são interrogados

Dois moradores do Aglomerado da Serra foram assassinados em 2011. Testemunhas de acusação e defesa já foram ouvidas.

Jonas David Rosa, soldado demitido da PM. (Foto: Reprodução/TV Globo)
Jonas David Rosa é um dos réus no processo
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Os ex-policiais militares Jason Ferreira Paschoalino e Jonas David Rosa são interrogados no terceiro dia do júri popular pelas mortes do técnico em enfermagem Renilson Veriano da Silva, de 39 anos, e o sobrinho dele, Jéferson Coelho da Silva, de 17 anos. A sessão teve início por volta das 9h desta quinta-feira (20) no 1º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte. Os crimes aconteceram em 2011, no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul da capital mineira.

Nos dois primeiros dias, 11 testemunhas de acusação e defesa foram ouvidas. Após o interrogatório dos acusados, a próxima fase é o debate entre advogados e promotoria.

Jason Ferreira Paschoalino, soldado demitido da PM (Foto: Reprodução/TV Globo)
Jason Ferreira Paschoalino é o segundo acusado 
de asssassinatos em Aglomerado de BH
Foto: Reprodução/TV Globo)
Os ex-militares respondem por homicídio duplamente qualificado e por posse irregular de dois revólveres com numeração raspada, que, segundo a denúncia, eles colocaram no local do crime. A promotoria afirma que Renildo foi assassinado “sem qualquer razão útil ou necessária” e que a morte de Jéferson, que era dançarino e auxiliar de padeiro, ocorreu para assegurar a impunidade do primeiro homicídio. Um terceiro policial acusado de participar dos crimes foi achado morto após ser preso.

À época das mortes, a Polícia Militar afirmou que cerca de 20 pessoas estariam vestidas com fardas no aglomerado e que, com a chegada da PM, teria começado um tiroteio. Moradores contestaram a versão policial. Após as mortes, a comunidade e policiais entraram em conflito e três ônibus foram incendiados.

Em outubro de 2011, a Justiça decidiu que os então militares iriam a júri popular e manteve as prisões para garantia da ordem pública. Os réus aguardavam o julgamento no presídio São Joaquim de Bicas I, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Em outubro de 2013, eles foram demitidos da corporação.

De acordo com o Tribunal de Justiça, Jason Ferreira Paschoalino foi condenado, em agosto deste ano, a 12 anos de prisão, por um outro homicídio, cometido em 2010.

Aglomerado da Serra
O Aglomerado da Serra é o maior complexo de favelas de Belo Horizonte, e está localizado na Região Centro-Sul da capital perto dos bairros Santa Efigênia, Serra, Cruzeiro, entre outros. Ele é composto por seis vilas, Cafezal, Marçola, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Aparecida, Nossa Senhora da Conceição e Novo São Lucas. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário