Polícia divulga fotos de suspeitos de assassinato em festa pré-carnaval em Contagem

Segundo a polícia, os quatro rapazes da foto são suspeitos de envolvimento na briga que terminou com homicídio de Carlos Carvalho dos Santos, 26 anos
Suspeitos posaram para foto no local do crime, antes de acontecer a briga. Imagens ajudam na investigação da polícia  (Divulgação Polícia Civil)
Suspeitos posaram para foto no local do crime,
 antes de acontecer a briga.
Imagens ajudam na investigação da polícia
A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira a foto de quatro suspeitos de envolvimento no assassinato de Carlos Carvalho dos Santos, 26, morto a tiros no dia 9 de fevereiro em uma festa pré-carnaval, em Contagem, na Grande BH. De acordo com o delegado que investiga o caso, Flávio Grossi, o rapaz de boné vermelho (ao fundo) é apontado por testemunhas como atirador, o outro homem de camisa azul (à frente) iniciou a briga que originou o homicídio e os outros rapazes (das laterais) estão envolvidos no tumulto e também podem ser responsabilizados pelo crime. 

O caso aconteceu no fim da tarde durante a festa no Bairro JK. Um bar da região promoveu o evento e a rua foi tomada por foliões. Além de Carlos, duas mulheres – entre elas uma grávida – foram atingidas pelos tiros na multidão. “Foi realmente uma futilidade”, descreve o delegado sobre a motivação do assassinato. Segundo Grossi, o rapaz de camisa azul esbarrou na mesa onde Carlos estava sentado, derramou cerveja, e por causa disso começou uma discussão. Carlos tirou satisfação com o rapaz, que chamou três amigos para se juntar a ele na briga. 

Conforme o delegado, pouco depois do clima esquentar, o jovem de boné vermelho disparou quatro tiros no meio dos foliões, atingindo Carlos e duas mulheres que estavam perto. Elas ficaram feridas na perna, já foram liberadas do hospital e ouvidas pelo delegado nas investigações. Carlos morreu no local. Os suspeitos fugiram logo após a ação e segundo a polícia, a arma usada foi uma pistola nove milímetros.

Conforme o delegado, Carlos tinha ficha criminal por estelionato, mas o crime não tem qualquer relação com o antecedente, pois os envolvidos na briga nem se conheciam. A polícia agora tenta prender os suspeitos e pede ajuda da população para denunciar, via 181 (Disque-Denúncia), alguma informação sobre os quatro.(EstadoDeMinas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário