Policiais são agredidos durante prisão de traficantes em aglomerado de Contagem

Um dos detidos atirou em militares no último dia 14
"Jhon" e "Barata" foram alvo de denúnciasRecord Minas
Policiais militares do 39º Batalhão da Polícia Militar foram agredidos por moradores do aglomerado Vila Frigo Diniz, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada desta sexta-feira (21).
Em torno de 60 pessoas jogaram garrafas e pedras no momento em que os oficiais prenderam dois traficantes da vila, entre eles Jonathas Rafael Candeia, o "Jhon", de 22 anos e quem atirou contra policiais no último dia 14 na mesma região. O criminoso e comparsa Wellington Carmo de Souza, O "Barata", também de 22 anos, foram alvo de denúncias e abordados durante realização de operação.
Ao notar a presença da polícia no "Beco Dois", a dupla fugiu correndo e entrou em barracão, onde foi cercada e detida. Após buscas pessoais, os militares apreenderam uma pistola 9 mm com dois carregadores na cintura de "Jhon" e R$ 940, duas buchas de maconha, 10 papelotes de cocaína e11 pedras de crack com "Barata". Já dentro do imóvel onde os suspeitos se esconderam foram recolhidos mais dois sacos plásticos com vários pinos vazios, oito porções de crack e uma balança de precisão.
Durante a apreensão, "Jhon" e "Barata" assumiram ser traficantes e ainda confessaram que escondiam mais entorpecentes em casa da rua Nove. No entanto, ao chegarem ao imóvel, os policiais foram confrontados pelos moradores do aglomerado, quando foi preciso fazer uso de força e gás lacrimogênio. Marcelo Hortêncio da Silva, de 41 anos, acabou detido por desacato e resistência. Por sorte, nenhum militar ficou ferido.
Na segunda residência vistoriada, foram apreendidas outra balança de precisão e mais 5 porções de crack.
Os dois traficantes foram presos em flagrante e "Jhon" confessou a tentativa de homicídio praticada contra policiais no dia 14. "Barata" estava com o comparsa no dia do crime e também assumiu envolvimento e ainda alegou que foi ele quem dirigiu o carro usado por eles para fugir. "Jhon" disse que tentou escapar nesta sexta porque tem medo de ser morto por ter tentado contra a vida de militares.
Os dois criminosos, que já tinham várias passagens pela polícia, foram encaminhados à Delegacia de Plantão de Contagem. (R7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário