Vereador é investigado por usar cargo em troca de sexo

Diálogos pornográficos no Facebook mostram Alexandre Gomes negociando emprego
ABRE-G
Libido. Enquanto conversa sobre sexo nas redes sociais, vereador diz que está presidindo a sessão
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) instaurou novo inquérito para investigar o uso do cargo público pelo vereador de Belo Horizonte Alexandre Gomes (PSB) em troca de favores sexuais. É a segunda vez que o parlamentar é alvo da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público pelo mesmo motivo. Em setembro do ano passado, o socialista foi denunciado à Justiça por prática de improbidade administrativa ao empregar uma mulher na Regional Noroeste da prefeitura.
Dessa vez, a promotoria recebeu nova denúncia que aponta um possível envolvimento do vereador com outras 18 mulheres. Em grande parte das conversas, obtidas com exclusividade por O TEMPO, o parlamentar, por meio de seu perfil no Facebook, aparece em diálogos pornográficos enquanto negocia vagas de emprego na Câmara e em outros órgão públicos da capital (Veja arte ao lado).
Apuração. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público começou a apurar a denúncia neste ano. Até o momento, uma mulher foi ouvida e confessou ter conseguido uma entrevista de emprego após trocar mensagens com o vereador. Outra será interrogada nos próximos dias.
No alvo
Benefícios. O MPMG quer saber se as mulheres conseguiram o emprego prometido. A data em que as conversas ocorreram ainda é desconhecida, mas os prints ocorreram entre 2012 e 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário