Greve geral argentina cancela pelo menos 19 voos do Brasil

Chefe de sindicato diz que mais de 1 milhão de trabalhadores aderiram ao movimento


Argentina Strike
Revolta. Primeiro dia de paralisação registrou confrontos
entre manifestantes e polícia na capital
Buenos Aires, ArgentinaA greve geral iniciada nesta quinta na Argentina impediu o uso de transporte público pela população e levou ao cancelamento da maioria dos voos que iria de capitais brasileiras para Buenos Aires, de acordo com o site da Infraero. A paralisação foi convocada pela ala da Central Geral de Trabalhadores (CGT), pela CGT Azul e Branca e pela Central dos Trabalhadores Argentinos (CTA).

Quatro voos para Buenos Aires da empresa Aerolineas Argentinas, que sairiam do Aeroporto Internacional Tom Jobim, foram cancelados. Outros quatro que chegariam ao Rio de Janeiro vindos da capital argentina também estão cancelados.
A TAM informou que cinco de seus voos foram cancelados. Dois deles partiriam de Guarulhos em direção a Buenos Aires, e três fariam a rota inversa. Já a Gol precisou cancelar todos os seus seis voos para a capital argentina programados para esta quinta-feira. Segundo a empresa, os passageiros das rotas canceladas foram realocados para outros voos previstos para esta sexta-feira, que têm como destino outros aeroportos.
As duas maiores companhias brasileiras informaram ainda que o impacto ocorreu apenas no aeroporto Jorge Newbery (Aeroparque), e as operações nos terminais de Buenos Aires/Ezeiza e Rosário não foram afetadas.
Na greve geral de 2012 – a primeira desde que os Kirchner chegaram ao poder, em 2003 –, as companhias aéreas argentinas cancelaram voos ao Brasil e do Brasil à Argentina. Foi o maior protesto em dez anos e marcou o rompimento de parte do movimento sindical argentino com o governo.
Demandas. Os grevistas dizem que o governo argentino subestima o movimento e ignora a realidade, na qual 35% dos trabalhadores do país não estão oficialmente registrados. Os sindicatos querem negociações salariais sem teto máximo, aumento para os aposentados, revogação do imposto aplicado aos salários e distribuição de fundos que o Estado deve aos prestadores de saúde dos sindicatos. (OtempoOnline)
Serviço
Se você está partindo para a Argentina ou retornando, confirme seu voo. 

Gol. No Brasil, ligue para 0800 704 0465. Na Argentina, para 0810 2663 131. 

TAM. No Brasil ligue para 4002-5700 (capitais)ou 0300-570-5700 (demais localidades). Na Argentina, o número é 0810-333-3333. 

Aerolíneas. No Brasil, ligue 0800-7073313. Na Argentina, 0810-22286527.

Nenhum comentário:

Postar um comentário