Sargento da PM é preso com 103 kg de maconha na Grande BH

Policial ajudava traficante a fugir de blitz, segundo delegada; apreensão ocorreu em Juatuba


Márcio Eustáquio foi o único preso que falou com a imprensaRecord Minas / Reprodução
Um policial militar, a mulher, o sobrinho e outras cinco pessoas foram presas em flagrante em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, com 103 kg de maconha. O caso foi esclarecido nesta quarta-feira (16) pela Polícia Civil.
Há um mês, o grupo alugou uma casa no bairro Castelo Branco para armazenar a droga, que saía do Mato Grosso do Sul para ser distribuída na Grande BH. Segundo a delegada Alessandra Wilke, Gustavo Henrique Muniz Nascimento de Oliveira, o Gustavinho, de 22 anos, é sobrinho do PM e responsável pela distribuição da droga.


— Eles escolheram a casa em um bairro tranquilo, onde não há ocorrências e qualquer carro diferente levanta suspeita, para tentar confundir a polícia. O sargento da PM, que é tio do Gustavinho, tinha a função de assessorar as atividades dele. Como o suspeito tinha mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio, o PM fazia o transporte dele para evitar que fosse preso em uma blitz, por exemplo.



A mulher do policial militar, Eurene Barroso, 46 anos, também foi detida por participação no esquema. Dois presos são do Mato Grosso do Sul e os outros moravam em Contagem. São eles: Marcio Eustáquio de Oliveira Luz, o Fareja, de 28 anos, Jaaziel da Rocha Torres, 41 anos, Roney Camilo Rodrigues, 24 anos, Aparecido Santos Araújo, Nego, de 21 anos, Ricardo Golart Escobar, o Donatelo, 22 anos.



O sargento da PM não teve o nome divulgado pela Polícia Civil. Para os investigadores, ele afirmou que só ia levar o sobrinho até a casa e que não sabia do envolvimento com tráfico de drogas. A corporação ainda não se pronunciou sobre o caso.

Um carro e 450 pinos para armazenar cocaína também foram apreendidos. De acordo com a polícia, esta foi a maior apreensão de drogas já ocorrida na cidade. (R7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário