Corregedoria pede demissão de delegado envolvido em cobrança de propina para liberar criminosos

João Penna Lamounier teria comprado imóvel e carro com dinheiro de extorsão
Delegado foi denunciado por policiais que descobriram o esquemaRecord Minas
O delegado João Maurício Penna Lamounier, que responde a processos por extorqur traficantes presos em Belo Horizonte, teve a demissão pedida pelo Corregedoria da Polícia Civil.
A publicação, assinada pelo corregedor Renato Patrício, consta na edição de sábado (15) do Diário Oficial. Dois investigadores, Wellington Pires Rodrigues e Ivan Ribeiro de Mello, também respondem pelos crimes.
Segundo a Polícia Civil, o pedido é analisado pela assessoria jurídica da Casa Civil e deve receber em breve a análise do governador Alberto Pinto Coelho (PP).
Lamounier responde por corrupção ativa, dois crimes de peculato (desvio de dinheiro por funcionário público) e concussão (quando o agente exige dinheiro ou vantagem em função do cargo que ocupa). Um dos processos sobre a acusação de peculato está concluso para julgamento na 3ª Vara Criminal de Belo Horizonte e só aguarda decisão do juiz.
A audiência de julgamento do processo de concussão foi marcada para 22 de junho de 2015.O policiai trabalhava em plantões da Polícia Civil, quando extorquia traficantes para evitar prisões. Investigação da corregedoria mostrou que ele teria comprado um apartamento de R$ 400 mil na região centro-sul de BH e uma BMW avaliada em R$ 90 mil com dinheiro de propina.
A denúncia foi apresentada por colegas de serviço que descobriram o esquema.Lamounier chegou a ser preso em janeiro de 2013, mas recebeu um habeas corpus por ser réu primário e com bons antecedentes e hoje responde em liberdade. O policial não foi encontrado para falar sobre as acusações. (R7)
Delegado foi preso após denúncia de policiais que descobriram o esquema. Relembre o caso:


Nenhum comentário:

Postar um comentário